8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ

8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ
EQUIPE REUNIDA NA REALIZAÇAÕ DA FEIJOADA

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

sábado, 22 de dezembro de 2012

Fla muda slogan e estampa na Gávea: "O MAIS QUERIDO DO MUNDO"

Clube rubro-negro pinta frase no muro da sede da Gávea. Na sua história, o Flamengo sempre se autodenominou o time mais querido do Brasil. Mas, mesmo depois de um ano complicado no futebol, com insucessos no Campeonato Carioca, na Libertadores e no Brasileirão, a diretoria da gestão de Patricia Amorim fez uma alteração no seu slogan ao pintar um dos muros da Gávea. No espaço onde aparece a inscrição funcionava um posto de gasolina, mas o clube conseguiu retomar o terreno depois de uma briga na Justiça. Agora, no local funciona um estacionamento e, para o futuro, está prevista a construção de uma arena para jogos de basquete e vôlei. Visível de vários pontos da Lagoa Rodrigo de Freitas, o muro que cerca parte da sede traz a frase em nova versão: "O mais querido do mundo". - O Flamengo tem, de fato, a maior torcida do mundo, isso é comprovado por pesquisa. Agora, com o novo contrato da fornecedora de material esportivo, se tornará ainda mais uma marca internacional, então nada mais justo do que colocarmos a frase "o mais querido do mundo" num cartão-postal do Rio, do Brasil e do mundo - disse o vice-presidente do Fla-Gávea, Cacau Cotta.(globoesporte.com)

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

FLAMEMGO assina contrato com a ADIDAS e já começa a receber verba da empresa

Acordo válido pelos próximos dez anos teve aprovação unânime do Conselho Deliberativo em reunião nessa quarta-feira. Um dia depois de ser aprovado por unanimidade pelo Conselho Deliberativo do Flamengo, o contrato com a Adidas foi assinado nesta quinta-feira ainda pela presidente Patricia Amorim, na sede da Gávea. O novo acordo para fornecimento de material esportivo será válido pelos próximos dez anos. Logo após a assinatura, o Rubro-Negro receberá R$ 6,5 milhões, sendo que R$ 3,4 milhões serão usados para pagar a rescisão com a Olympikus. Com o acerto com a Adidas, haverá o pagamento de "taxa de início de parceria", no valor de R$ 38 milhões (R$ 13 milhões até 30 dias após a assinatura do contrato e R$ 25 milhões até 15 de fevereiro). O valor mínimo até o quinto ano de contrato é de R$ 30,3 milhões (resultado da soma do mínimo de royalties, R$ 8 milhões, teto de material fornecido, R$ 9,8 milhões, e pagamento fixo anual em dinheiro de R$ 12,5 milhões). Somadas a taxa de início de parceria (R$ 38 milhões) e a verba de ações de marketing da Adidas (R$ 1,5 milhão), chega-se a R$ 35,6 milhões por ano, número que passa a R$ 40,6 milhões do sexto ao décimo ano de contrato (não incluída a correção monetária) e pode crescer ainda mais dependendo do sucesso de vendas de produtos, uma das alterações obtidas pela nova diretoria do clube.(globoesporte.com)

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

ENTREGA DOS BRINQUEDOS - CRECHE "MÁRIO NICOLLINI"(130 crianças)

ENTREGA DOS BRINQUEDOS - CRECHE "MÁRIO NICOLLINI"(130 crianças) ÀS 16HS30MIN., DO DIA 14/12/2012(sexta-feira), O PRESIDENTE SR. RICARDO CAMARGO DA SILVA E O 1.º TESOUREIRO SR. GERVÁSIO NICOCELLI, ACOMPANHADOS DO PAPAI E MAMÃE NOEL, LADEADOS PELA DIRETORA SRA. IARA E PELO AUX. ADMINISTRATIVO SR. JAIR, DA CRECHE "MÁRIO NICOLINI", NO BAIRRO TRES RIOS DO NORTE, FEZ A ENTREGA DOS BRINQUEDOS EM NOME DE TODOS OS SÓCIOS. A ALEGRIA GERAL ESTAMPADA NAS FACES DAS CRIANÇAS FOI O PONTO ALTO, CADA CRIANÇA RECEBEU UM "KIT SORTIDO DE BOMBONS", E UM BRINQUEDO DA FLAJARAGUÁ, MAIS UMA VEZ A FLAJARAGUÁ VEM FORTALECER, ESTE ELO DE LIGAÇÃO PARA COM A SOCIEDADE JARAGUAENSE, DE FORMA GERAL AS ENTIDADES BENIFICENTES, CRECHES, REDE FEMININA DE COMBATE AO CÂNCER, CASA LAR DOS IDOSOS, ASSIM COMO ATUA NO PESSOAL(o menino Pedro Martins de Araújo, na 3.ª Feijoada realizada em agosto, e com as gêmeas Stefani e Dafni, no evento de março de 2013, com a realização da nossa 4.ª Polenta Recheada com Galinha Caipira). A DIRETORIA VEM AGRADECER À TODOS QUE DE UMA FORMA GERAL, NOS AJUDARAM A DESENVOLVER OS EVENTOS, NO DECORRER DO ANO DE 2012, E ESPERAMOS CONTAR COM O SEU APOIO PARA INICIARMOS O ANO DE 2013, COM TODO VAPOR EM BUSCA DOS NOSSOS OBJETIVOS, CARO ASSOCIADO, CONTINUE NOS PRESTIGIANDO, NOS APOIANDO NOS EVENTOS SOCIAIS. OBS.: Fotos de uma turma, recebendo os brinquedos e os bombons, com o papai e mamãe noel(um apanhado geral). UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO, VOTOS DE MUITA PAZ, FELICIDADES PARA SEUS FAMILIARES. NO AGUARDO DE SUAS CONSIDERAÇÕES, SEM MAIS PARA O MOMENTO, ATENCIOSAMENTE A DIRETORIA

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

GANHADOR DA CESTA DE NATAL 2012

Durante à realização do Almoço de Encerramento de 2012 e a 40.ª Reunião Mensal da Flajaraguá, foi entregue ao Sr. Mauríco Alves Cardoso, a Cesta de Natal, entregue no mesmo dia em sua residência na cidade de Guaramirim. A premiação dos vencedores do BOLÃO FLAJARAGUÁ 2012, (fotos ao lado). A diretoria quer agradecer aos sócios presentes, que não mediram esforços para trazer ao evento 01 kg de alimento não perecível(cesta básica, arroz, feijão, macarrão, bolachas), que na mesma data já foram entregues a família das meninas(gêmeas), vítimas do incendio em que a família sofreu em janeiro de 2012. Ficamos felizes e agradecemos, o nosso muito obrigado.

domingo, 9 de dezembro de 2012

JOSÉ CARLOS DIAS, assume o FLA-GÁVEA, na reestruturação política do MENGÃO!!!

Cheirinho, como é conhecido, volta ao clube depois de se afastar na gestão Patricia Amorim. Dirigente tem bom trânsito com funcionários e jogadores. O novo Flamengo vai, aos poucos, ganhando forma. Com a vitória de Eduardo Bandeira de Mello nas eleições da última semana quem volta ao clube para assumir a vice-presidência do Fla-Gávea - responsável pela sede - é José Carlos Dias, conhecido como Cheirinho. Ele entra em substituição a Cacau Cotta, dirigente aliado de Patricia Amorim que ganhou certa visibilidade com algumas reformas feitas no clube, mas que deixa o cargo. José Carlos Dias foi vice-presidente de finanças na gestão de Márcio Braga, e chegou a dar apoio e ser assessor especial de Patricia Amorim em 2010. Mas a forma da mandatária conduzir a presidência do clube - e também a escolha de aliados - afastou Cheirinho da gestão que termina agora em dezembro. O dirigente apoiou a Chapa Azul nas eleições e tem força política na Gávea, além de bom trânsito com jogadores e funcionários do clube. Outros cargos já definidos na gestão de Bandeira de Mello são: Luiz Eduardo Baptista, presidente da Sky, será o vice-presidente de planejamento e marketing, e Carlos Langoni, ex-Banco Central, ficará responsável pelo Comitê de Finanças e Reestruturação da Dívida. Há ainda Rodolfo Landim (vice de patrimônio), Alexandre Póvoa (vice de Esportes Olímpicos) Gustavo Oliveira (vice de comunicação), Rodrigo Tostes (vice de finanças) e Claudio Pracownik (vice de Administração e TI). Nos próximos dias, o presidente Eduardo Bandeira concederá uma entrevista coletiva para revelar os primeiros passos visando 2013. A principal meta do momento é a contratação de um diretor-executivo para o futebol.(globoesporte.com)

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Troca na presidência emperra renovações de contrato no Flamengo

Antes dadas como certas, permanências de Léo Moura, Renato, Wellington Silva e Amaral ainda dependem da chegada de um diretor executivo. Zinho pretendia resolver as renovações de contrato de alguns jogadores do Flamengo antes que eles saíssem de férias. O diretor de futebol, no entanto, não conseguiu. Liberados há quase uma semana, os laterais Léo Moura e Wellington Silva, o meia Renato e o volante Amaral aproveitam o período de descanso sem saber o que será da próxima temporada. A vitória de Eduardo Bandeira de Mello na eleição presidencial da última segunda-feira emperra o desfecho das negociações, antes dadas como certas. Representantes dos atletas ainda não foram procurados pela nova gestão. Nem Zinho sabe se ficará no cargo, apesar do desejo do dirigente de trabalhar com a nova diretoria. A chapa vencedora do pleito deve confirmar Flávio Godinho, executivo da empresa EBX, como gestor do futebol. Ele vai indicar um diretor executivo, o que deve ocorrer na próxima semana. Para esta vaga remunerada, o nome de Felipe Ximenes, atualmente no Coritiba, está no topo da lista. Antes da eleição, Zinho disse que os casos de Renato e Léo estavam bem encaminhados e que teriam um desfecho positivo. Ambos têm 34 anos e vínculo com o clube até 31 de dezembro. Há um acordo verbal para que o lateral-direito assine por duas temporadas, enquanto o meia acertaria por mais uma. Assim como Léo Moura e Renato, outros nove jogadores estão em fim de contrato: o goleiro Marcelo Carné, os laterais Wellington Silva e Magal, o zagueiro Arthur Sanches, os volantes Amaral, Rômulo e Maldonado, o meia Bottinelli (termina em 25 de janeiro), e o meia-atacante Wellington Bruno. Mesmo com a possibilidade de troca na presidência, Zinho e o técnico Dorival Júnior, que também aguarda uma posição sobre sua permanência, começaram a definir o grupo para 2013. O lateral-direito Wellington Silva e o volante Amaral estão nos planos. A dupla foi informada sobre a opção do clube pela renovação antes das férias. Os contratos de empréstimo chegam ao fim na virada do ano. Ambos terminaram 2012 como titulares. No caso de Wellington, o clube adquiriu uma parte (16%) dos direitos econômicos quando o contratou junto ao Resende, depois do Carioca, e agora tem a prioridade na compra para completar 50%. - Vamos exercer a prioridade de renovação do Wellington Silva e do Amaral - afirmou Zinho, na última semana de novembro. A reportagem tentou contato com Zinho, mas seus telefones estavam desligados. O diretor fez uma viagem e só retornará ao Rio nos próximos dias.(globoesporte.com)

domingo, 2 de dezembro de 2012

Dorival pede investimento pesado: 'Fla precisa de jogadores de ponta'

Técnico tem contrato até o fim do ano que vem, mas não sabe se vai continuar no cargo por conta da eleição presidencial. Ainda não dá para falar quase nada sobre o 2013 do Flamengo. A eleição presidencial de segunda-feira vai dizer qual será o rumo do clube nos próximos três anos. Dorival Júnior, por exemplo, não sabe se o clássico deste sábado, contra o Botafogo, foi o último jogo dele no comando da equipe, apesar de ter contrato até o fim da próxima temporada. O técnico fez um diagnóstico do futebol do clube após o empate por 2 a 2 e constatou: para corrigir os erros de 2012, será preciso investir pesado. O Rubro-Negro termina o Campeonato Brasileiro em dívida. Com apenas 50 pontos e 43,9% de aproveitamento, ocupa a 11ª posição e pode ser ultrapassado pela Ponte Preta no complemento da última rodada. No balanço de Dorival, a reformulação do elenco durante a competição tem peso importante. - Temos consciência das dificuldades que teremos, do que teremos que superar para termos ganho de qualidade. O ano de 2012 tem de servir de exemplo para que não fiquemos parados no ano seguinte. Se olharmos por percentual, é natural que não será aquilo que gostaríamos de ter alcançado. Nós tivemos uma fase de transição dentro do campeonato, isso prejudica qualquer equipe. Assumo a responsabilidade, sempre assumi. Tivemos uma recuperação, a primeira sequência foi mais regular, com oito, nove partidas sem derrotas, mas muito pouco para o que gostaríamos. Fica aí uma base para o ano seguinte. Se não é a ideal, pode ser melhorada. Em 2013, o treinador, que está no cargo há quatro meses, pretende trabalhar com no máximo 28 atletas. Segundo ele, a definição de quem será dispensado ou emprestado já ocorreu, mas mudanças podem ocorrer. Tudo depende dos reforços que serão contratados. - Vamos ver os jogadores que chegarão para confirmar quem está saindo. Uns sairão por empréstimo. Um exemplo é o Wellington Nem, que fez um ano muito bom pelo Figueirense e esse ano fez um belo campeonato pelo Fluminense. Alguns jogadores precisam de uma sequência e essa sequência pode ocorrer em outras equipes. O Flamengo precisa de jogadores de ponta para que possa alcançar nova condição técnica e estar apto a buscar campeonatos. Esse passa a ser o objetivo a partir de agora da comissão técnica e da diretoria, fazer com que tenhamos um crescimento natural. Até agora, o diretor de futebol Zinho só falou abertamente um nome: o meia Renato Augusto, do Bayern Leverkusen, da Alemanha. O atacante Robinho, do Milan, da Itália, demonstrou interesse de jogar no Flamengo e também pode virar um alvo. - Acredito que o Flamengo deva investir, tem que investir para encorpar essa equipe. O Flamengo tem que voltar a disputar campeonatos, brigar por títulos. Logicamente que passa por contratações importantes. Vamos ficar nos aguardo do desfecho (da eleição), para que depois possamos identificar algumas situações pontuais e um pouco mais diretas. Até este momento estamos falando de hipóteses - afirmou Dorival. O grupo do Flamengo entrou de férias neste sábado e vai se reapresentar no dia 3 de janeiro para pré-temporada no Ninho do Urubu.(globoesporte.com)

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Vontade de Robinho de jogar no Fla mobiliza futebol rubro-negro

Zinho pretende analisar as possibilidades de negócio a partir da próxima semana. Primeiro passo depende do resultado da eleição no clube. A vontade de Robinho de jogar no Flamengo na próxima temporada, revelada nesta sexta-feira pelo Blog Primeira Mão, mexeu com o departamento de futebol do Flamengo. O diretor de futebol Zinho planeja iniciar as conversas com representantes do jogador na próxima semana para analisar as possibilidades de um negócio. O primeiro passo, porém, depende muito do resultado da eleição da próxima segunda-feira. O pleito irá definir se a presidente Patricia Amorim fica no clube ou outro presidente assumirá. Robinho também está nos planos do Santos, clube que o revelou, e de Atlético-MG e Grêmio, que oficializaram propostas salariais aos jogador do Milan. Ambas superam R$ 1 milhão/mês, e a dos mineiros é ligeiramente superior. Os dois times, porém, esperam que o atacante seja liberado de graça pelos italianos. Atualmente, Robinho não é titular absoluto do Milan. Ele disputa posição com jogadores como Alexandre Pato e Pazzini.(globoesporte.com)

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

COM 72 GOLS EM 2012, DOUGLAS BAGGIO disputa Brasileiro nos juniores

Atacante do juvenil é preparado para Copa São Paulo, em janeiro. Renan Donizete, filho do Pantera, também integra time na competição sub-20. O Flamengo foi campeão estadual juvenil neste domingo. Douglas Baggio fez dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Artsul, e chegou à incrível marca de 72 em 2012. Sensação das categorias de base do Rubro-Negro, o atacante de apenas 17 anos foi integrado ao grupo de juniores que disputará o Campeonato Brasileiro Sub-20, a partir do dia 6, no Rio Grande do Sul. A princípio, o jogador embarcaria nesta segunda-feira com a equipe juvenil para a disputa do nacional Sub-17, mas a ideia é preparar Baggio para a Copa São Paulo de Juniores, em janeiro. Tudo está sendo muito rápido para mim. A artilharia, esse primeiro título, o assédio. Mas eu tenho a minha família e pessoas que trabalham comigo que me deixam tranquilo. É maravilhoso vencer num clube como o Flamengo. Estou muito feliz em ter sido puxado pelo professor Cléber (dos juniores) para disputar o Brasileiro Sub-20 - disse Baggio. Quem também seguirá com a delegação de juniores é Renan Donizete, filho do "Pantera" Donizete. Aos 17 anos, o jogador atua como segundo atacante e também disputará o Brasileiro Sub-20. Em maio, a jovem promessa assinou seu primeiro contrato profissional com o Flamengo por três anos. - São dois atacantes que serão preparados para a Copa São Paulo. Isso faz parte do planejamento já para montar o time para a competição em janeiro - afirmou Carlos Noval, diretor das divisões de base do Flamengo. FLAMENGO estreia no Brasileiro sub-17 Depois do título estadual, o time juvenil do Flamengo faz sua estreia no Brasileiro da categoria nesta terça-feira, contra o Coritiba, às 22h, em Porto Alegre. Os outros adversários da primeira fase são: Palmeiras, Novo Hamburgo e São José. (GLOBOESPORTE.COM)

domingo, 25 de novembro de 2012

Jogadores do Flamengo Sub-20, celebram conquista do bi da OPG

Igor Sartori e Rafinha se destacaram na vitória sobre o Botafogo na manhã deste domingo, no Engenhão. A dupla de ataque do Flamengo teve participação fundamental na conquista do bicampeonato do Torneio Octávio Pinto Guimarães, na manhã deste domingo, no Engenhão. Após a partida contra o Botafogo - vencida por 3 a 2 no tempo normal e por 5 a 4 na disputa de pênaltis -, Rafinha e Igor Sartori comemoraram o título. Autor de dois gols, Sartori, que é filho do ex-atacante e ídolo rubro-negro Alcindo, não se abalou nem com o pênalti desperdiçado. O camisa 9 celebrou a boa atuação e exaltou os companheiros de time. - No primeiro jogo da final, nós não fomos muito bem, assim como hoje, no primeiro tempo, mas voltamos bem para o segundo tempo e graças a Deus conseguimos fazer os gols. Estão todos de parabéns por esse título. O grupo é muito bom e nós fizemos por merecer. E é isso aí, agora é comemorar - disse o jovem jogador. Rafinha, que deu passe para Igor Sartori empatar o jogo para o Flamengo, ressaltou a dificuldade da decisão e disse que a boa atuação do Botafogo engrandeceu a conquista rubro-negra. - Foi uma decisão muito difícil e emocionante, como esperávamos. Tínhamos a desvantagem de ter perdido o primeiro jogo e ainda sofremos um gol logo no início da partida. Mas nosso time está de parabéns, porque não desistiu e buscou sempre a vitória. Conseguimos virar o placar e estivemos bem perto de vencer no tempo normal quando marcamos o terceiro gol. Mas o Botafogo também tem um time de muita qualidade e levou a decisão para os pênaltis. Fomos mais felizes nas cobranças e agora vamos comemorar essa conquista tão suada - analisou o atacante. Igor Sartori encerrou a competição como artilheiro, com 11 gols marcados. O diretor de futebol Zinho, a presidente Patricia Amorim e os jogadores da equipe principal Nixon, Mattheus e Thomás foram ao gramado parabenizar os meninos pela conquista.(globoesporte.com)

sábado, 24 de novembro de 2012

Dorival sonha alto com 2013 e quer pelo menos cinco reforços de peso

Treinador ressalta que eleições deixam seu futuro indefinido, mas diz que gostaria de trabalhar com 28 jogadores e espera que futebol seja prioridade. As eleições do Flamengo, marcadas para o dia 3 de dezembro, fazem Dorival Júnior ser cauteloso ao falar de seu futuro no clube. Entretanto, o treinador fez uma análise do que o Rubro-Negro precisa para que 2013 seja diferente da temporada atual, que não teve nenhum título. Para ele, a necessidade é de pelo menos cinco reforços de peso e um elenco com 28 atletas para que a equipe volte a brigar por troféus, mas deixa claro que tudo depende do resultado das urnas. Dorival também afirmou que os novos nomes podem ser apresentados durante o ano de 2013, mas quer ter pelo menos 90% do elenco disponível para a pré-temporada, em janeiro. - Tudo só será confirmado com as eleições. Tem possibilidade de mudanças ou não, inclusive da própria comissão técnica, então falo de forma hipotética. Gostaria de trabalhar com 28 jogadores, incluindo quatro goleiros. Precisamos de no mínimo cinco a seis nomes de peso e mais uns dois ou três que venham compor um pouco mais o grupo. Logicamente que estou imaginando que isso possa acontecer, mas, de repente, não chegam todos eles, ou não venham acontecer no mesmo momento, ou seja, já para a apresentação em janeiro. Acredito que também ao longo do ano essas chegadas possam continuar acontecendo, mas a prioridade é ter em janeiro 90% da equipe que possa permanecer ao longo do ano. Isso é fundamental para mantermos o equilíbrio - disse o comandante, que tem contrato até o fim de 2013. Sonhando alto com o futuro do Flamengo, Dorival Júnior minimizou as limitações do time, dizendo que todos os clubes têm as suas, e revelou o desejo de manter a base formada este ano, para a próxima temporada. Inclusive, ele já pediu as renovações dos contratos de Léo Moura, Renato Abreu, Amaral e Wellington Silva, que têm seus vínculos encerrados no fim de 2012. Segundo o treinador, a expectativa é que o futebol seja a prioridade da diretoria que vencer as eleições. Sonhar todos nós sonhamos. Sonho é gratuito. Temos limitações como todo clube do mundo deve ter, inclusive os maiores. Acho que o Flamengo tem por obrigação voltar a ter um grande time, investir pesado no futebol, formar grandes jogadores aqui dentro. Lógico que é um trabalho moroso, que tem, no meu ponto de vista, que buscar aproveitar o máximo possível desse ano para que essa base possa dar sustentação para o ano seguinte, enxertada por bons jogadores que venham fortalecer e engrandecer ainda mais. Está na hora, tenho certeza de que a diretoria que estiver entrando ou que permanecer com certeza vai fazer o possível para que o futebol seja prioridade do clube - finalizou. Alheio ao futuro, o Flamengo volta a entrar em campo neste sábado, diante do Vasco. O time foi definido com: Paulo Victor, Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Airton, Ibson, Renato e Cleber Santana; Hernane e Vagner Love. O clássico o Vasco acontece às 19h30m (de Brasília), no Engenhão. Com 48 pontos, o Flamengo ocupa a 11ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro. (globoesporte.com)

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

META DE WELLINTON SILVA é renovação de contrato com o Flamengo!!!

Com empréstimo prestes a acabar, lateral-direito faz campanha para continuar no clube: ‘A torcida gosta do meu estilo de jogo’. Fora de campo, o Flamengo vive um período eleitoral. No dia 3 de dezembro, os associados com direito a voto irão decidir se Patricia Amorim continuará à frente do Rubro-Negro ou dará lugar a outro presidente. A dois jogos do fim do Campeonato Brasileiro, os jogadores do time também estão em uma espécie de campanha. Atletas com contrato até o próximo dia 31 de dezembro terão as partidas contra Vasco e Botafogo para mostrar se merecem ou não continuar. O lateral-direito Wellington Silva está na lista. Contratado por empréstimo junto ao Resende depois do Carioca, termina 2012 como titular, mas diz que ainda não tem a garantia de que ficará. A troca de diretoria poderia colocar a permanência em risco. Portanto, é hora de vender o peixe. Ao estilo dos participantes do "Big Brother Brasil", reality show da Rede Globo, o jogador pede para ficar. No lugar do prêmio em dinheiro, quer um contrato renovado. - Vou entrar no confessionário e falar que entrei meio assim na casa, me adaptei aos outros confinados, e agora estou tentando brigar por esse milhão do Flamengo (risos). Acho que a torcida gosta do meu estilo de jogo, da minha humildade. Vou pedir para ficar ano que vem para dar muita alegria para essa nação que merece muito - disse. Wellington chegou de mansinho e pouco a pouco ganhou espaço. A contratação de Dorival Júnior fez toda a diferença para ele, já que com Joel Santana muitas vezes sequer ficava no banco de reservas. Hoje, a situação é totalmente diferente. Tanto que Léo Moura, recuperado de lesão, não tem retorno garantido ao time contra o Vasco, no sábado. - Ter o Léo ali ao meu lado é um privilégio, pela história que fez, a pessoa que é. Ele falou que vai ficar no meio mesmo, acho que nos jogos que ele fez no meio-campo não foi mal. Acho que ele pretende renovar para ficar no meio, deixar essa brecha para mim - brincou o lateral. O contrato de Léo Moura também termina em 31 de dezembro. A renovação de Wellington Silva está nos planos do diretor de futebol Zinho. Com boas chances de continuar, o jogador espera que em 2013 possa ajudar o Flamengo a ter uma temporada menos problemática. - Pretendo fazer uma boa pré-temporada, com reforços. Esse ano não fomos o Flamengo. Temos de disputar títulos, o Carioca, a Copa do Brasil, Sul-Americana, Brasileiro. Vejo isso no ano que vem, temos de entrar fortes. Ainda não me falaram nada sobre renovação por causa das eleições, mas o pessoal falou para ficar tranquilo, na hora certa vão me chamar para conversar. Vasco e Flamengo vão se enfrentar no Engenhão, às 19h30m (de Brasília), pela penúltima rodada do Brasileiro. O Rubro-Negro tem 48 pontos e está em 11º. O Vasco, com 54, é o sétimo.(GLOBOESPORTE.COM)

domingo, 18 de novembro de 2012

117 Anos no Topo da Cadeia Alimentar

Mais um 15 de Novembro, mais um ano do colossal vermelho e preto da Gávea. Da Gávea só não, de Brás de Pina, de Engenheiro Feio, de Afogados, do Cohatrac e de Pernambués. O Mengão do Brasil e do mundo. Já houve aniversários mais festivos do que o desse ano, e também já houve piores, são coisas do futebol. O que nunca muda, e só se fortalece, é o sentimento. Parece incrível, mas apesar de tudo o que acontece somos cada vez mais Flamengo. E ainda bem que é assim. Vocês já sabem, amanhã a Gávea é do povo assim como o céu é do urubu. O barato começa cedinho com a Alvorada no Remo, depois a festa rola do dia inteiro até domingo. Tem missa na capelinha de São Judas, tem pelada de artistas x jornalistas, tem diplomação de Embaixadas, lançamento de CD e lançamento de livro. Aliás, atenção nesse lançamento dos meus camaradas Arturo Vaz, Celso Junior e Paschoal Ambrósio Filho, todos feras brabas com várias obras rubro-negras publicadas. O livro 100 Anos de Bola, Raça e Paixão é daqueles que a gente que fecha com o certo tem que ter. Então aparece lá na Gávea amanhã e pegue o seu com autografo dos autores. (URUBLOG - blog do torcedor)

sábado, 17 de novembro de 2012

É Gol!!!' na memória: duelo entre Fla e Palmeiras é marcado por gols de Zico

Retrospecto do confronto tem nove vitórias do Verdão contra oito da equipe rubro-negra em partidas disputadas no Rio de Janeiro. Sem correr mais o risco de cair para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro, o Flamengo enfrenta o Palmeiras às 17h do próximo domingo, no Raulino de Oliveira. Muito menos tranquilo, o time paulista precisa da vitória para não ser rebaixado na competição. Na história do Brasileirão, as duas equipes se enfrentaram 25 vezes no Rio de Janeiro. São nove vitórias do Verdão e oito do Rubro-Negro, entre elas, duas partidas foram marcadas por gols do ídolo Zico. Na terceira fase do Brasileirão de 1979, o Palmeiras derrotou o Flamengo por 4 a 1 no Maracanã. O Verdão abriu o placar da partida após uma bela jogada de César, que deixou Jorge Mendonça livre para marcar. Aos 9 minutos do segundo tempo, Zico sofreu pênalti e cobrou para empatar o jogo. Quinze minutos depois, Baroninho cobrou uma falta rasteira na área e Carlos Alberto desviou do goleiro Cantarelli. Baroninho recebeu, avançou e cruzou para Pedrinho fazer 3 a 1. A noite era do atacante, que cruzou novamente, desta vez para Zé Mário cabecear e marcar o quarto gol do confronto. No ano seguinte, foi a vez do Rubro-Negro golear o time paulista no Rio de Janeiro, por 6 a 2. Aos 13 minutos de jogo, Tita aproveitou um rebote e marcou o primeiro gol de cabeça. Ainda na primeira etapa, Zico cobrou uma falta na entrada da área, acertando o ângulo esquerdo do goleiro Gilmar. Após sofrer pênalti, o Galinho fez o terceiro gol da equipe carioca na partida. Aos 16 minutos da etapa complementar, Toninho Baiano recebeu belo passe de Júnior e chutou com força para marcar. De voleio, Tita marcou mais um gol para o Flamengo: 5 a 0. Em cobrança de pênalti, Baroninho diminuiu para o Verdão. Sete minutos depois, Lúcio cruzou e Mococa marcou o segundo do time paulista. Para fechar a goleada, Nunes aproveitou uma sobra de bola na pequena área e fez mais um: 6 a 2.(globoesporte.com)

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Jogadores se dividem em quatro times em treino no Ninho do Urubu

Elenco foi dividido em equipes de sete, que se enfrentaram em campo reduzido. Felipe, Léo Moura e Liedson fazem trabalho físico. No dia do aniversário de 117 anos do Flamengo, o elenco realizou um treino descontraído na manhã desta quinta-feira, no Ninho do Urubu. Os jogadores foram divididos em quatro times de sete jogadores, que se enfrentaram duas vezes cada, em campo reduzido. Enquanto a maioria do elenco estava envolvida no campo, quatro jogadores fizeram atividade física em volta do gramado. O goleiro Felipe, que recupera-se de dores no tornozelo esquerdo, o lateral-direito Léo Moura, que estava com incômodo na panturrilha direita, e o atacante Liedson, com dores no joelho esquerdo, correram em volta do gramado, acompanhados do volante Maldonado, que não joga mais este ano. Com 47 pontos, o Flamengo é o nono colocado do Campeonato Brasileiro. No próximo domingo, o Rubro-Negro enfrenta o Palmeiras, às 17h (de Brasília), no Raulino de Oliveira, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. (GLOBOESPORTES.COM)

domingo, 11 de novembro de 2012

Herói de 2009, Angelim vai a Recife para torcer pelo seu time do coração

O herói agora é um torcedor ilustre. Ronaldo Angelim, autor do gol que deu o título brasileiro de 2009 ao Flamengo, viajou de sua cidade, Juazeiro do Norte (CE) para Recife só para rever ex-companheiros e torcer para o time do seu coração. O time rubro-negro enfrenta neste domingo, às 19hs30min(de Brasília), o Náutivo, no estádio dos Aflitos, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. - É muito bom rever os amigos. Sai de Juazeiro, a 600 quilômetros, para ver o Flamengo e alguns companheiros da minha época. Fico feliz de estar aqui, espero trazer sorte e que o Flamengo possa ganhar esse jogo - disse Angelim, de acordo com o site oficial do Flamengo. O gol de cabeça que deu a vitória de 2 a 1 sobre o Grêmio na última rodada do brasileirão de 2009 e a conquista da taça continuam sendo assunto obrigatório com o zagueiro: - No Flamengo sim, o gol do título de 2009 foi o mais importante. Mas também fiz outros gols importantes com a camisa do Flamengo, que não são muito bem lembrados porque o do hexa foi mais importante. Mas fiz gol contra o Vasco e contra o Botafogo também, em jogos decisivos. Meus momentos mais marcantes com a camisa do Flamengo foram nesses três gols, contra essas três equipes que acabaram nos ajudando a conquistar os títulos. Mas a entrega em campo é que foi a principal razão de Angelim ter se tornado um ídolo para a torcida do Flamengo. - Sei que desempenhei um bom trabalho durante esses seis anos que fiquei no Flamengo. Tanto é que, onde eu chego, os torcedores me parabenizam pelo que eu fiz no clube. Então eu fico feliz, porque também é meu time do coração. Hoje, como torcedor, a gente vê e sente o carinho do torcedor mais de perto. É diferente como jogador, você fica mais distante. E hoje posso ver a importância que eu tive e os momentos maravilhosos que vivi no Flamengo. Acredito que eu deva ficar ai para a história, até pelos títulos que a gente conquistou. Tenho certeza que eu dei meu melhor e procurei ajudar o Flamengo da melhor maneira possível - disse o zagueiro, que jogou este ano pelo Barueri na Série B do Brasileiro, mas se encontra sem clube e só deve voltar a campo em 2013. (hloboesporte.com)

sábado, 10 de novembro de 2012

Flamengo reúne dezenas de atletas para homenagem na calçada da fama

Atletas olímpicos e expoentes do futebol, casos de Bebeto e Petkovic, são lembrados pelo clube na Gávea. Foi uma manhã de encontro entre alguns dos principais personagens da história rubro-negra. Neste sábado, na inauguração da segunda etapa de sua calçada da fama, na Gávea, o Flamengo prestou homenagem a 329 atletas de esportes olímpicos e outros 250 do futebol. Eles terão seus nomes eternizados no espaço que fica na entrada principal do clube, junto ao museu. Estiveram presentes nomes como o nadador Cesar Cielo e os ginastas Diego e Daniele Hypolito. Ex-jogadores de futebol também foram atração - casos de Bebeto, Petkovic e Adílio. - Isso aqui é a minha casa, a minha vida. Sou Flamengo, sempre fui Flamengo, todo mundo sabe disso e chego a ficar arrepiado de falar. É um prazer e um orgulho muito grande fazer parte deste momento - disse Bebeto, campeão brasileiro de 1987 pelo clube. Fernandinho, goleiro do clube na década de 20, não ligou para os 99 anos de vida que carrega no corpo. Foi à festa acompanhado de familiares. - Chegar aos 99 anos e ser lembrado pelo clube que você tanto ama é uma emoção sem tamanho. Nunca pensei que chegaria a esta idade e me sentiria tão honrado e prestigiado. Estou muito feliz - afirmou ele. Todos os atletas presentes se reuniram para foto ao final do evento. A nova calçada da fama é uma realização do museu do Flamengo em parceria com o Instituto Atleta Rubro-Negro, que fez o resgate da memória olímpica do clube.(globoesporte.com)

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Lembra Dele? SÁVIO APOSTA EM ADRYAN!!!

Ex-craque de Fla e Real vira agenciador de carreira de jogador e fala da trajetória vitoriosa no futebol, além da frustrante volta à Gávea em 2006. Desde que Zico saiu do Flamengo, em 1989, todo jogador de boa categoria revelado pelo clube é imediatamente comparado ao Galinho. Um deles foi Sávio, no início da década de 90. E não há como negar que o Anjo Louro - como gostava de ser chamado - conseguiu ser ídolo da maior torcida do Brasil. O amor pela combinação rubro-negra persiste e vem acompanhado da desilusão de não ter chegado aos 100 gols pelo clube do coração (fez 95 no total), meta que tentou alcançar no retorno à Gávea, em 2006. Mas as coisas não saíram do jeito imaginado pela torcida e pelo próprio jogador. Sávio encerrou a carreira profissional no fim de 2010, no Avaí, e agora, aos 38 anos, encabeça um projeto que agencia jogadores e tem por finalidade manter a estabilidade financeira desses atletas, principalmente quando os mesmos resolvem pendurar as chuteiras. Outro ponto é adaptar essa metodologia aos próprios clubes brasileiros, que normalmente convivem com inúmeros problemas ao fim de cada mês. Para isso, o ex-jogador aprimorou o lado empresário com cursos de gestão esportiva e marketing desde a época em que atuava no Real Madrid. O currículo invejável de Sávio dispõe de três títulos da Liga dos Campeões da Europa, uma Liga Espanhola, um Mundial Interclubes, uma medalha de bronze olímpica (1996) e outras tantas conquistas. Pelo Flamengo, os troféus foram mais escassos - apenas o Carioca e a Copa Ouro Sul-Americana, ambos em 1996. Talvez por isso a dupla com Romário não tenha tido o reconhecimento que os gols de ambos sugeriam. Aliás, Sávio faz questão de esclarecer que nunca teve mau relacionamento com o Baixinho, o que era muito comentado na época por conta de um entrevero entre os dois na China, em uma excursão feita pelo Rubro-Negro em 1995. Além disso, lamentou o fato de o clube carioca ter falhado em horas capitais no ano em que completou 100 anos.(GLOBOESPORTE.COM)

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Paulo Victor destaca força em treinos: 'Não choraminguei'

Confirmado contra o Figueirense, goleiro revela brincadeira com Ronaldinho e ganha elogio de Dorival: Será um dos grandes goleiros do Brasil. O caldeirão do estádio Independência fervia com a torcida do Atlético-MG empurrando o time. Aos 35 minutos do primeiro tempo, Felipe, com torção no tornozelo esquerdo, deixa o gramado. Tranquilo, Paulo Victor caminha para assumir o gol rubro-negro, o que não acontecia desde a derrota por 4 a 1 para o São Paulo, dia 29 de julho, pela 13ª rodada. Na ocasião, com a chegada de Dorival Júnior, Felipe retomou a posição. Com a lesão do camisa 1, PV ganhou nova chance, ouviu brincadeiras do amigo Ronaldinho Gaúcho e será novamente o dono da posição diante do Figueirense, neste sábado, às 21h, em Volta Redonda. - Fui cobrar um tiro de meta, ouvi alguém me gritando, e era o Ronaldinho brincando, dizendo que estava feliz comigo ali. Depois, quase no fim do jogo, ele cobrou aquela falta na trave, eu brinquei falando que defenderia, e ele respondeu que o jogo ainda não tinha acabado, mandou eu ter cuidado - revelou Paulo Victor. Brincadeiras à parte, o goleiro continuou trabalhando sério desde que Felipe retomou a vaga de titular. Sem polêmica, esperava sua chance. Não esperava que aconteceria de uma hora para outra, e num jogo quente como aquele diante do Atlético-MG. - Sou um cara tranquilo, mesmo entrando na fogueira que estava o jogo, estava preparado, como de outras vezes. Quando fui barrado, continuei trabalhando quieto, não choraminguei, sabia que, quando precisassem de mim, eu estaria pronto. A cobrança é grande, mas, com sete anos de clube, sei como lidar - destacou o goleiro. Com Felipe vetado do jogo contra o Figueirense, Paulo Victor começará como titular. Em 2012, o goleiro disputou 24 partidas e sofreu 26 gols. - Temos que encarar o jogo com muita seriedade, ter como espelho as atuações diante do São Paulo e Atlético-MG, entrar com o mesmo espírito. Tivemos um ano difícil, e uma vitória nos deixará mais tranquilos. O goleiro disse que a força que recebe da torcida serve como fator motivacional. - O carinho que recebo do torcedor é muito grande. Isso dá ainda mais confiança - completou. Dorival Júnior comentou sobre Felipe e Paulo Victor, e a barração do camisa 27 assim que assumiu a equipe: - São dois profissionais do mesmo nível. Senti naquela ocasião que era o momento da volta do Felipe. Ele não tem que me agradecer. O Paulo não estava mal, mas senti esta necessidade de voltar com o Felipe. O Cantarele faz um grande trabalho. O Paulo será um dos grandes goleiros do Brasil.(globoesporte.com)

domingo, 28 de outubro de 2012

Flamengo vira para cima do corinthians e fatura a inédita tríplice coroa no showbol

Rubro-Negro consegue virada sensacional em Casimiro de Abreu (RJ) e conquista o Torneio Rio-São Paulo pela segunda vez na história. Pela primeira vez na história do showbol, um mesmo time conseguiu levantar os três principais troféus da modalidade em uma única temporada. Campeão carioca e brasileiro, o Flamengo sagrou-se vencedor do Torneio Rio-São Paulo, neste domingo, ao vencer o Corinthians por 9 a 8 na final, em Casimiro de Abreu (RJ). O resultado foi muito comemorado pelos rubro-negros, que chegaram a estar perdendo por quatro gols de diferença, estando atrás do marcador na maior parte da partida. O Corinthians conseguiu o seu primeiro gol aos dois minutos, graças a uma lambança de Junior Baiano, que foi tentar cortar um ataque e acabou carimbando Viola antes de a bola entrar. O Timão aproveitou o bom momento e marcou mais um em seguida, com Pereira. Se a situação do Flamengo já estava ruim, ela piorou ainda mais aos oito, quando os paulistas fizeram mais dois gols em sequência, com Viola e Robertinho (contra): 4 a 0. Desarticulado, o Flamengo insistia nos chutes de longe, como aos 12, em finalização de Djalminha para a primeira boa defesa de Dagoberto. Aos 15, o Rubro-Negro teve mais uma grande chance, mas Fábio Baiano errou a conclusão após assistência de Cleisson. Três minutos depois, foi a vez de Viola deperdiçar ótima oportunidade para o Corinthians, batendo para fora de frente para Robertinho. A cinco minutos do fim, Djalminha recebeu no ataque e tentou encobrir Dagoberto, que, bem posicionado, defendeu com tranquilidade. Na jogada seguinte, porém, a defesa corintiana cometeu pênalti, que o mesmo Djalminha cobrou para fazer o primeiro do Flamengo. O gol motivou os rubro-negros que marcaram, segundos depois, com Cleisson. Empurrado pela torcida, que despertou junto da equipe, o time da Gávea anotou o terceiro aos 23, mais uma vez com Cleisson. O gol do adversário foi a senha para o Corinthians voltar a se impor e, no minuto final, Viola e Pereira balançaram a rede, fechando o placar da etapa em 6 a 3 em favor dos paulistas. Reforçado por Piá, o Flamengo voltou para o segundo tempo pressionando. Com cinco minutos, a equipe carioca já havia finalizado pelo menos quatro vezes. Entretanto, a ousadia ofensiva acabou custando caro. Aos sete, Paulo Sérgio arrancou no contra-ataque, o goleiro Robertinho acabou afastando mal e Pingo aproveitou a sobra para fazer o sétimo. O Flamengo não desistiu e marcou o seu quarto gol aos oito, com Marquinhos. Contudo, Viola, voltou a colocar o Timão com quatro gols de vantagem aos 10. Marquinhos aontou o quinto aos 11 e Djalminha deixou o Flamengo a dois gols do empate, aos 12, o que aumentou a tensão da partida. Aos 13, o corintiano Edson Pelé recebeu o cartão azul por reclamação. Faltando nove minutos para o fim, Fábio Baiano arriscou de longe e Dagoberto aceitou: 8 a 7. De tanto insistir, o time carioca finalmente chegou ao empate aos 15, com André Cruz. A sorte parecia ter mudado de lado. Nos minutos seguintes, o Rubro-Negro estourou o limite de faltas, cometendo duas infrações com direito a tiro livre direto dos corintianos. Na primeira, Viola cobrou para a defesa de Robertinho. Na segunda, Paulo Sérgio mandou longe da meta. A dois minutos do fim Fábio Baiano deixou o Flamengo pela primeira vez na frente do marcador: 9 a 8. No minuto final, Viola despediçou mais um tiro livre e não deu mais para chegar ao empate, FLAMENGO CAMPOEÃO DA TRÍPLICE CORA DO SHOWBOOL.(globoesporte.com)

sábado, 27 de outubro de 2012

Com missa e ídolos, Fla comemora Dia do Flamenguista neste domingo

Nunes, Adílio, Julio César e Índio vão festejar a data com torcedores, no Espaço Rubro-Negro, com sorteio de tatuagens e passeios na Gávea. Neste domingo, dia de São Judas Tadeu, padroeiro do Flamengo, também será comemorado o Dia do Flamenguista. Para celebrar a data, haverá uma missa na Paróquia do santo, no Cosme Velho, às 10h, e dois encontros com ídolos do clube. O primeiro, a partir das 11h, será na Espaço Rubro-Negro do Centro (Rua Buenos Aires, 113). O segundo, na loja do Shopping Nova América, às 13h30. Estarão presentes Adílio, Júlio Cesar ‘Uri Geller’, Nunes e Índio, os mascotes Uruba e Urubinha e a bateria da torcida Fla Manguaça. Os torcedores ainda terão à disposição coquetel, sorteio de tatuagens do Flamengo e poderão tirar fotos com os principais troféus conquistados pelo clube. Os 300 primeiros torcedores que comparecerem aos eventos ganharão um adesivo do Flamengo. Nas duas lojas, estarão à venda a camisa comemorativa, desenvolvida especialmente para celebrar a data que está também sendo sorteada no Facebook/FlamengoOficial. Os organizadores distribuirão ainda 100 vouchers para os torcedores visitarem a sede social do Flamengo, na Gávea. Para começar a festejar o dia do flamenguista, o ex-ponta esquerda fez na semana passada uma tatuagem na perna direita com o símbolo do Flamengo.(globoesporte.com)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Cáceres e Léo Moura treinam com bola, e Adriano mostra estilo 'tanque'

Recuperados de lesões, volante e camisa 2 participam de treino técnico. Imperador participa bem da atividade. Airton segue no departamento médico. Dorival Júnior acompanhou de perto o treino técnico na tarde desta quinta-feira, no Ninho do Urubu. E teve boas notícias. Recuperado de uma pancada sofrida no quadril em choque com Paulo Victor, Cáceres treinou normalmente com bola. Depois de desfalcar o time diante do São Paulo, o volante não deve ser problema para a partida diante do Atlético-MG, quarta-feira, em Belo Horizonte. Léo Moura, que estava afastado por conta de estiramento na coxa direita, também treinou sem problemas. Depois de treinar finalizações pela manhã, Adriano participou da atividade da tarde, quando o grupo foi dividido em seis times que trabalharam em espaço reduzido. Mesmo aparentando cansaço em alguns lances, o atacante mostrou o estilo “tanque” em certas jogadas, quando usava a força física para ganhar divididas e dar prosseguimento às jogadas. Quem novamente não participou do treino com bola foi Airton, ainda com dores na coxa direita. O jogador realizou trabalho na academia do CT. Depois do treino integral nesta quinta-feira, o time volta aos trabalhos nesta sexta pela manhã.(globoesporte.com)

sábado, 20 de outubro de 2012

Para encerrar jejum, Love faz 'hora extra' em finalizações com reservas

Atacante também praticou cobranças de pênalti ao lado de Renato Abreu antes da partida decisiva contra o São Paulo, no Engenhão. Vagner Love não conta apenas com a boa vontade e a competência de Wellington Bruno para dar um bico na má fase. Depois das duas chances claras que bateram na trave contra a Portuguesa, sem marcar gols há quatro jogos, o atacante permaneceu do gramado com os reservas quando os titulares já se retiravam. Praticou finalizações e, ao lado de Renato Abreu, também treinou algumas cobranças de pênalti. Na sexta-feira, em entrevista coletiva, o técnico Dorival Júnior preferiu aliviar a cobrança sobre Love, mostrando confiança na qualidade do atacante. - Não tem que ficar cobrando nada, tem que ter tranquilidade num momento como esse. Love fez bela partida (contra a Portuguesa), e o gol não saiu, apenas isso. Ele é vivido, experiente, artilheiro. A qualquer momento as coisas vão acontecer. Temos que dar condições de que o Vagner tenha não uma, mas quatro, cinco oportunidades, ele vai colocar dentro do gol – analisou. Os titulares fizeram um treino tático, mas apenas os minutos finais foram liberados para a imprensa. Ainda assim, foi possível perceber a preocupação de Dorival Júnior, que procurava instruir individualmente os jogadores. Na parte final do treino, a atenção foi maior para o lateral Wellington Silva, que retorna de suspensão, e para o volante Amaral. Para a partida deste domingo, contra o São Paulo, o time também terá o retorno do zagueiro chileno González, que deverá formar dupla com Renato Santos. O desfalque é o paraguaio Cáceres, que foi vetado pelo departamento médico. O time deverá ser escalado com Felipe; Wellington Silva, Renato Santos, González e Ramon; Amaral, Aírton, Renato e Wellington Bruno; Vagner Love e Liedson.(globoesporte.com)

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Comentarista brinca: 'maldição' de Deivid passou para Vagner Love

Dani Monti destaca a má fase do camisa 99 e afirma que o Flamengo ainda precisa se preocupar com o rebaixamento, porque tabela é complicada. Desde que deixou o Flamengo e assinou com o Coritiba, o atacante Deivid já marcou seis gols no Brasileirão. Inclusive, balançou as redes nos últimos quatro jogos do time paranaense. Por outro lado, Vagner Love, que segue no Rubro-Negro, passa por uma crise: não faz gols há dois meses, desde a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, pela 18ª rodada. O comentarista do SporTV Dani Monti brinca e criticou a atuação da dupla de ataque do Flamengo no empate por 0 a 0 com a Portuguesa, quarta-feira, no Canindé. - O Liedson fez um jogo horrível, o pior desde que ele voltou para o Flamengo, e o Love também. Parece uma maldição. Os gols que o Devid perdia no Flamengo está fazendo no Coritiba. Agora é a vez do Love perder os mesmos gols - disse o jornalista, no "Redação SporTV". Para Dani Monti, com a má fase de seu principal jogador, o Rubro-Negro ainda precisa se preocupar com o risco de rebaixamento para a Série B. Principalmente, porque ainda enfrenta adversários complicados. - Precisa de três, quatro pontos para ficar tranquilo, mas o calendário é difícil. O Flamengo ainda vai enfrentar São Paulo, Atlético-MG, Palmeiras e tem dois clássicos, contra Vasco e Botafogo. O jornalista lembra ainda que o Flamengo tem a segunda pior campanha do returno do Campeonato Brasileiro. São apenas oito pontos em 12 partidas, ficando à frente apenas do lanterna Atlético-GO. - O Dorival não consegue acertar o time. O meio de campo não tem criação, um volante jogou na lateral direita, por causa da suspensão do Wellington Silva e da lesão do Léo Moura. Falta um camisa 10. A bola não chega ao ataque. A próxima partida do Flamengo será no domingo, no Engenhão, contra o São Paulo, quarto colocado do Brasileiro.(globoesporte.com)

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Adriano disputa rachão, e Dorival barra Ibson em treino tático

Técnico opta por manter Airton e reintegra Amaral e Renato, suspensos na última rodada. Luiz Antonio é improvisado na lateral direita. Quase uma hora de mistério. Depois de fechar o início do treino para a imprensa, o Flamengo abriu os portões do Ninho do Urubu nesta terça-feira. Quando os jornalistas entraram, puderam ver Adriano disputando um rachão com o restante do elenco rubro-negro e Ibson entre os reservas. O Imperador treinou pelo segundo dia consecutivo depois de ficar fora das atividades por quatro dias devido a dores na coluna. Depois do rachão nesta terça, Adriano entrou no treino tático. Neste momento, foi possível ver o desenho do time rubro-negro para o jogo contra Portuguesa, nesta quarta-feira, às 22h, em São Paulo. Com Léo Moura lesionado e Wellington Silva suspenso, Luiz Antonio foi improvisado na lateral direita. Quando Joel Santana era treinador, chegou a utilizar o jogador na posição. No meio-campo, Ibson foi barrado por Dorival Júnior. Para o setor, o técnico optou por manter Airton e promover a volta de Amaral e Renato, que cumpriram suspensão no empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, na última rodada. Na zaga, Welinton, que também cumpriu suspensão, permaneceu fora da equipe titular. Com isso, a provável escalação do time contra a Lusa terá Felipe, Luiz Antonio, Frauches, Renato Santos e Ramon; Amaral, Airton, Renato e Cleber Santana; Vagner Love e Liedson.(globoesporte.com)

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Vagner Love não joga a toalha pela artilharia do Brasileirão e seca rivais

Atacante do Flamengo precisa melhorar média de gols para alcançar Fred, Luis Fabiano e Bruno Mineiro no ranking dos goleadores. A concorrência está acirrada, mas Vagner Love não desiste: quer brigar pela artilharia do Campeonato Brasileiro. Com 11 gols, o atacante do Flamengo não marca desde a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, em 26 de setembro. De lá para cá, foram três jogos em branco, justamente quando seus concorrentes no páreo dos goleadores arrancaram. Agora, Luis Fabiano (São Paulo), Bruno Mineiro (Portuguesa) e Fred (Fluminense) abriram três tentos de dianteira em relação ao rubro-negro, que tenta deslanchar na reta final da competição.- Está difícil para mim agora, mas ainda acredito que possa ser artilheiro. Ainda temos nove jogos. Quem sabe não faço um gol por rodada? Vou secar o Fred, o Luis Fabiano e o Bruno Mineiro também (risos). Ainda dá - disse Vagner Love, depois de participar do programa "Arena SporTV". O atacante, porém, terá de ser muito mais efetivo para retornar com forças à briga pela artilharia. Apesar de ter menos gols que o trio líder do ranking de goleadores, o flamenguista tem mais jogos que os rivais na competição. Love esteve em 27 das 29 partidas do Fla neste Brasileirão e tem uma média de gols de 0,41 por jogo. Luis Fabiano, por exemplo, tem mais que o dobro de eficiência (tem média de 0,94 gol por partida). O atacante rubro-negro conhece o caminho para melhorar nesse quesito. Ele diz que tem de ser preciso nas poucas oportunidades que tiver para não ficar muito tempo sem balançar a rede. De quebra, Vagner Love espera contribuir para livrar o Flamengo de qualquer risco de rebaixamento - o time ocupa atualmente a 15ª posição, com 35 pontos. - Minha fase está sendo boa. Só não posso ficar alguns períodos sem fazer gols como vinha ocorrendo. Espere ajudar para que a fase do Flamengo mude de figura e fique tão boa quanto a minha - disse o jogador. A perseguição de Vagner Love aos líderes da artilharia terá novo capítulo neste sábado, quando o Flamengo enfrentará o Cruzeiro. A partida, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, está agendada para as 18h30m, no Engenhão.(globoesporte.com)

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Rebaixamento volta a preocupar Dorival: ‘O Fla não se livrou de nada’

Técnico lamenta falta de sorte, mas admite que má atuação no segundo tempo decretou a derrota de virada diante do Corinthians, nesta quarta-feira. O risco de rebaixamento ainda é uma preocupação real no Flamengo. A dura derrota sofrida de virada diante do Corinthians, nesta quarta, por 3 a 2, no Pacaembu, já obriga o técnico Dorival Júnior a cobrar maior vibração dos atletas para tirar o time da atual “realidade” no Brasileirão. Com 35 pontos, o Rubro-Negro dorme na 14ª posição e pode ver a distância para a zona da degola cair para cinco pontos caso o Sport vença o Grêmio, nesta quinta-feira. Contra o Corinthians, apesar de abrir o placar com Wellington Santos, o Fla viu o rival virar e marcar três gols no segundo tempo (Paulo André, Edenílson e Emerson). Apesar do domínio alvinegro, Liedson ainda descontou no fim. Dorival Junior acredita que a postura agressiva do Corinthians depois do intervalo foi determinante, e o Flamengo não teve forças para se segurar na defesa com a vantagem aberta no início. - O Flamengo não se livrou de nada. Temos que trabalhar, e muito, para sair dessa situação. A realidade é essa, temos que conviver com ela, e enfrentarmos com mais vibração. Buscamos correções rápidas para não repetir erros que estão comprometendo resultados importantes. Passamos a não ter a posse de bola no segundo tempo. Proporcionamos situação de gols ao adversário, que fez um segundo tempo superior ao Flamengo e mereceu o resultado pelo que procurou fazer – explicou o treinador. Dorival lembrou que não foi um jogo bom no aspecto técnico. - Tivemos aproximação, posse de bola, criamos. É natural que não tenha sido um jogo tecnicamente brilhante. As duas equipes marcaram forte, com erros de passe. Pelo primeiro tempo, o Flamengo poderia ter tido aproveitamento melhor, (poderia ter) se aproveitado melhor da situação. Tínhamos que ter maior posse no meio, aproximação com o Vagner Love. Quando conseguimos triangulações, criamos situações. No segundo tempo a postura do Corinthians foi mais agressiva, e o Flamengo não suportou – completou Dorival. Dorival nega que o Flamengo tenha “afrouxado” a marcação, proporcionando maior liberdade para o Corinthians atacar. Com cinco homens no meio de campo, o problema do ataque (que só havia marcado 28 gols nos 28 jogos anteriores) foi resolvido com dois gols, mas a defesa deixou de funcionar e falhou nos gols do rival. O treinador admite que a situação do time é incômoda, mas lamenta a falta de sorte em determinados momentos da competição. - Não é que afrouxou a marcação. O Corinthians jogou mais, se movimentou mais. De repente, pecamos em uma saída de bola e em uma bola parada, assim como tínhamos tirado proveito disso na primeiro etapa. Com o Flamengo, tem acontecido isso: lances isolados definem a sorte de uma partida. O Flamengo tem que trabalhar mais, produzir mais. Temos campo para que isso aconteça. Precisamos nos mexer, porque a situação incomoda – disse o técnico. O Flamengo volta a campo neste sábado, contra o Cruzeiro, no Engenhão.(globoesporte.com)

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Renato Santos se diz pronto para a estreia: 'Venho me preparando muito'

Recuperado de lesão muscular, zagueiro disputa com Welinton a vaga de Marcos González no time titular do Flamengo. Contratado e apresentado no dia 21 de setembro, Renato Santos chegou ao Flamengo com um edema muscular de grau dois na coxa esquerda. Em tratamento desde então, o zagueiro deixou o departamento médico para fazer atividades no campo há uma semana. Pela programação inicial, ele está sendo preparado para a partida com o Corinthians, quarta-feira, no Pacaembu. Renato diz que a condição física ainda não é a ideal, mas está otimista e à disposição para a estreia no Rubro-Negro. - Estou fisicamente 90%, ainda falta pegar um pouco mais de ritmo de jogo para chegar aos 100% . E esse ritmo vem só com os jogos mesmo, pois no treinamento você pode treinar como for, mas é diferente. No jogo, o ritmo é diferente. Mas isso faz parte, é normal, não vai me atrapalhar, não – disse, ao site oficial do clube. Renato Santos pode estrear entre os titulares, já que Marcos González está com a seleção chilena para a disputa de jogos das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. Outra opção é Welinton, que se recuperou de lesão muscular e está pronto. Um deles vai formar a dupla de zaga com Frauches. - Venho me preparando muito para esse dia (estreia), desde o meu tratamento, da minha recuperação. Com a parte física e com os coletivos, eu já posso estar à disposição do professor Dorival para o jogo contra o Corinthians. Caso ele precise de mim, vou dar o meu melhor – afirmou. O contrato de Renato Santos vai até o dia 31 de dezembro de 2015. Quando deixou o Avaí para acertar com o Flamengo, o departamento de futebol rubro-negro tinha conhecimento da lesão. Na ocasião, o médico do Avaí Luiz Fernando Funchal estipulou prazo de cerca de 15 dias para o retorno do zagueiro.(globoesporte.com)

Zinho teme punição ao Flamengo no STJD e faz apelo aos torcedores

Clube será julgado nesta segunda-feira por problemas ocorridos com laser na partida contra o Atlético-MG e pode ser multado em até R$ 100 mil. O Flamengo será julgado nesta segunda-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em virtude de problemas ocorridos na partida contra o Atlético-MG, disputado no dia 26 de setembro, no Engenhão. O clube pode ser multado em até R$ 100 mil por causa do uso de laser e apitos por seus torcedores. A denúncia da Procuradoria do STJD também foi feita com base em imagens da partida e enquadrou o clube no artigo 213-I (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: desordens em sua praça de desporto) do CBJD, em que a pena prevista é de R$ 100 a R$ 100 mil em multa. O risco de punição preocupa o diretor de futebol Zinho, que teme consequências piores se novos casos ocorrerem, como perda de mando de campo. O dirigente discorda da forma como o clube está sendo responsabilizado sobre a questão do laser e faz um apelo aos torcedores rubro-negros para as próximas partidas. - Se pegar o torcedor que está fazendo isso, prende. Cumpre a lei. O que eu peço é que o torcedor se manifeste, incentive, vaie, se divirta, mas que não faça nada que atrapalhe o espetáculo, como violência, jogar objetos no campo, laser, somos contra. Não acho certo um cara jogar o laser entre 30 mil torcedores e o clube ser responsabilizado por isso. Como o clube vai fiscalizar isso? A torcida do Flamengo está nota mil, encheu o Engenhão contra o Atlético-MG, Fluminense e Bahia, mas não pode ser prejudicada por um ou dois torcedores – disse. No jogo contra o Galo, o torcedor que apontava a luz verde para o campo foi flagrado pelas câmeras de TV e desapareceu da arquibancada após receber uma ligação. Outras luzes semelhantes foram vistas sobre o rosto de alguns jogadores, em especial, Ronaldinho Gaúcho, alvo da torcida do Fla após ter trocado de clube. A má ideia parece começar a se disseminar entre alguns rubro-negros. Na última quinta-feira, no empate sem gols com o Bahia, no Engenhão, o "SporTV" flagrou um torcedor do Flamengo usando laser, na tentativa de atrapalhar o goleiro Marcelo Lomba, atitude que obrigou a interferência da Polícia Militar. O rapaz foi retirado do setor Sul do estádio por policiais.(globoesporte.com)

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Artilharia reduzida: Bahia e Fla se enfrentam sem principais goleadores

Souza sofreu um estiramento na semana passada e desfalca o Tricolor, enquanto o Rubro-Negro não terá Vagner Love, que está suspenso. Vizinhos na tabela de classificação, Bahia e Flamengo se enfrentarão nesta quinta-feira com a artilharia reduzida. Tanto o Tricolor quanto o Rubro-Negro carioca não terão à disposição para o confronto seus principais goleadores no Campeonato Brasileiro. De um lado, Souza, com um estiramento na coxa, é desfalque certo. Do outro, Vagner Love, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também não poderá entrar em campo. Para os dois times, as ausências representam problemas no setor ofensivo, além de motivar uma bela dor de cabeça para os técnicos Jorginho e Dorival Júnior. Autor de sete gols no Brasileirão, Souza é o artilheiro do Bahia na Série A. Fundamental no esquema do tático tricolor, o atacante marcou cerca de 25% dos 29 gols do Bahia no Campeonato Brasileiro. Além do talento para colocar a bola nas redes, o camisa 9 também aparece como fiel da balança na equipe baiana. Pelo Brasileirão, Souza entrou em campo 14 vezes. Foram cinco triunfos, quatro empates e seis derrotas, aproveitamento de 45%, índice parecido com o dos times que estão na parte de cima da tabela. Sem o goleador, o Bahia jogou outras 13 partidas. Foram três triunfos, seis empates e quatro derrotas, rendimento de 38%, número levemente superior ao da primeira equipe fora da zona de rebaixamento. A importância do atacante é reconhecida pelos jogadores do Bahia, que lamentaram o desfalque do goleador para o duelo contra o Flamengo. A esperança é que Elias, titular no último domingo, contra o Botafogo, consiga substituir Souza à altura. - O Souza faz uma falta muito grande. É o nosso artilheiro, tem vivido um bom momento. Mas o Elias tem dado conta do recado. Temos tudo para fazer um bom jogo – disse o meia Gabriel, um dos destaques do Tricolor na temporada. Com Vagner Love, a situação não é muito diferente. O jogador marcou 11 gols no Brasileirão e além de artilheiro do Flamengo é um dos maiores goleadores da Série A 2012, atrás apenas de Fred, que balançou as redes em 13 oportunidades. Peça chave para o Rubro-Negro, Love só não atuou em uma partida em todo o Brasileirão. O jogo foi justamente contra o Bahia, no primeiro turno do campeonato. Na ocasião, o time carioca levou a melhor. Venceu o Tricolor por 2 a 1, em pleno estádio de Pituaçu. A partida ainda está gravada na mente de alguns jogadores do Bahia. - O Vagner Love é meu amigo, convivi com ele por um ano no Flamengo. Ele busca o jogo o tempo todo, é um atacante que se movimenta muito. Mas no jogo em Pituaçu ele também não veio e perdemos. O Flamengo pode não ter o Love, mas tem o Liedson, o Ibson, o Renato. Tem muitos jogadores perigosos. O Flamengo tem um elenco grande, com certeza vai ter alguém bom para entrar no lugar dele – alertou o goleiro Marcelo Lomba, que foi criado no Rubro-Negro carioca e conhece bem a Gávea. Para substituir Love, Dorival Júnior tem à disposição Hernane, Thomás, Adryan e Negueba. O treinador ainda não definiu quem será o titular contra o Bahia. Na última terça-feira, os quatro candidatos a vaga do artilheiro participaram de um treino de finalizações no Ninho do Urubu. Em campo, nada de pistas sobre o jogador que atuará no ataque rubro-negro contra o Bahia.(globoesporte.com)

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Dorival aposta em jogo difícil com Bahia: ‘A cada rodada, uma surpresa’

Técnico afirma que Fla busca reequilíbrio na competição, mas acredita que a confiança do torcedor foi reconquistada pelas recentes atuações do time. Até o fim do Campeonato Brasileiro, o Flamengo respira ares de decisão a cada jogo. Depois de enfrentar o vice-líder Atlético-MG e perder para o Fluminense, que está na ponta da tabela, o Rubro-Negro enfrenta o Bahia, na quinta-feira, no Engenhão. Será um confronto entre duas equipes com 34 pontos, e com o time baiano embalado pela vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo. Dorival Júnior espera jogo complicado em meio às surpresas do Brasileirão. - Campeonato Brasileiro não tem jogo fácil, a cada rodada é uma surpresa, um clube que consegue três ou quatro resultados em sequência. As equipes de cima têm campanhas elogiadas sob todos os aspectos. O Flamengo procura reequilíbrio dentro da competição, mas resgatando a confiança do torcedor mesmo com uma derrota como essa contra o Fluminense. Teremos, com certeza, um jogo complicado com o Bahia, com outras características, mas dificílimo, e que vai requerer muita atenção e a participação da nossa torcida - disse o técnico. Dorival não contará com Love e Ramon diante do Bahia, ambos suspensos. Cáceres volta ao time depois de ficar fora do Fla-Flu, também por conta de suspensão. O treinador não lamentou a perda devido aos cartões. - Perder dois jogadores de uma rodada para outra é um fato normal, não lamento. Eu lamento, por exemplo, o caso do Renato, que ficou 30, 40 dias fora, isso é um prejuízo considerável (o jogador operou o joelho direito). Já estamos projetando alguma coisa em relação à falta dos jogadores - disse o treinador. Magal deverá ser confirmado como titular na lateral esquerda. Para formar a dupla de ataque com Liedson, Hernane é uma das opções.(globoesporte.com)

domingo, 30 de setembro de 2012

Ao ritmo da Charanga, Gávea vive dia de véspera de decisão

Sede do clube tem diversas atividades e dezenas de torcedores acompanham treino antes do Fla-Flu. O Flamengo está em festa, mesmo sem tantos motivos para comemorar. Depois de vitórias sobre Atlético-GO e Atlético-MG, ambas por 2 a 1, o time pulou da 16ª para a décima colocação, deixou de estar a quatro pontos do Z-4 para ficar a dez da zona de classificação para a Libertadores. E o treino de sábado pela manhã na Gávea teve clima de véspera de decisão, com fundo musical da brava Charanga Rubro-Negra, que embalava as atividades ao lado do campo. Neste domingo, a partida será contra o líder Fluminense, às 16h, no Engenhão. Um resultado positivo pode consolidar de vez a mudança de clima, da agonia para euforia. Com diversos eventos - natação de crianças, jogo de beach soccer, entre outros - a Gávea ficou movimentada. Dezenas de torcedores acompanharam a atividade do time. Assim como no último treino realizado na Gávea, foi maciça a presença de dirigentes de diversos setores do clube à beira do campo. No fim, alguns jogadores atenderam aos pedidos de autógrafos e fotos. O time segue para o hotel que serve de concentração para o clássico deste domingo, às 16h, no Engenhão. No treino da manhã, Ibson se mostrou recuperado de dores na coxa direita, treinou normalmente e ocupará a vaga deixada por Cáceres, que está suspenso após receber o terceiro cartão amarelo.(globoesporte.com)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Dorival Júnior: ‘É a primeira partida que jogamos de maneira convincente’

Técnico destaca empenho e vibração do time e diz que reencontro com Ronaldinho Gaúcho não pesou na postura aguerrida de seus jogadores. Dorival Júnior elegeu a partida do Flamengo contra o Atlético-MG como a melhor do time sob seu comando. Nesta quarta-feira, em jogo adiado da 14ª rodada, o Rubro-Negro derrotou o vice-líder do Brasileirão por 2 a 1, no Engenhão, e melhorou sua posição na tabela. Agora, o time é o décimo, com 34 pontos, e está mais distante da zona de rebaixamento. Contra o Galo, a equipe conseguiu ser melhor durante quase toda a partida. Houve vibração e muita entrega, segundo o treinador. - Até esse momento não havíamos jogado com a condição que apresentamos. Para que você chegue a esse momento não é fácil, as dificuldades são grandes, passamos por contratempos para alcançarmos essa marcação. É a primeira partida que jogamos de maneira convincente, tivemos boas atuações, mas nada que se comparasse ao que apresentamos. Foi bom, mas ainda é pouco - disse Dorival. Diante do vice-líder, o grupo rubro-negro reencontrou Ronaldinho Gaúcho. O camisa 49 enfrentou o ex-clube pela primeira vez desde a saída conturbada, há quase quatro meses. Se a torcida lotou o Engenhão para incentivar a equipe e pegar no pé do desafeto, Dorival diz que a presença do ex-camisa 10 não mudou em nada o ímpeto dos seus comandados. - Posso garantir que o sentimento de vingança não passou pela cabeça dos jogadores. Não citamos essa condição, respeitamos o Ronaldo, ele tem de ser respeitado, teve passagem pelo clube. A forma como ele saiu é outro ponto, outro fator. Os jogadores são amigos, não existe animosidade, essa condição de enfrentamento. Jogamos com o Atlético-MG, jogaremos contra o Fluminense. A postura da equipe foi muito boa. Domingo, não sabemos como vai ser. No domingo, o Flamengo enfrenta o líder do campeonato. A principal preocupação do treinador é que o time mantenha o bom nível de atuação. - Houve uma evolução, isso tem acontecido. A equipe fez uma partida muito boa. Era o que faltava. Tínhamos lampejos, bom momentos. O que vimos contra o Atlético foi o contrário, a equipe jogou 90 minutos dentro de uma mesma condição. Estou contente com a reação que tivemos. Temos de manter essa portura, acho que foi um bom início, mas é muito cedo ainda. Prefiro caminhar um pouco mais para que possamos ter uma opinião mais formada e consistente sobre esse grupo. A equipe do Flamengo volta ao batente na tarde desta quinta-feira, às 15h, no Ninho do Urubu, iniciando os trabalhos para o clássico de domingo contra o líder Fluminense.(globoesporte.com)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Em treino tático, Dorival barra Adryan e Luiz Antonio e escala Liedson

Amaral entra na equipe titular, e Léo Moura ocupa o lugar de Ibson no meio-campo no último treino antes do jogo contra o Atlético-MG. Dorival Júnior deve escalar um time diferente conta o Atlético-MG. No treino tático da manhã desta terça-feira, o treinador fez mudanças na equipe titular do Flamengo. O volante Luiz Antonio e o meia Adryan, que não foram bem na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, foram barrados para as entradas de Amaral e Liedson. O volante Ibson, que sente dores na coxa direita, não treinou e está fora da partida. Léo Moura, de volta após cumprir suspensão, ocupou a vaga do camisa 7 na atividade. Wellington Silva está mantido na lateral direira. Dorival trabalhou com os altetas só na metade do campo e sem goleiros. Os titulares formaram com Wellington Silva, Frauches, González e Ramon; Cáceres, Amaral, Léo Moura e Cleber Santana; Vagner Love e Liedson. Autor do gol da vitória sobre o Dragão, Liedson foi titular duas vezes desde que chegou, contra Ponte Preta e Grêmio, mas ainda não disputou uma partida inteira. O atacante disse que conversou com o técnico para dizer que tem plenas condições de jogar por 90 minutos. O Rubro-Negro recebe o Galo no Engenhão, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília). O jogo marca o reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o ex-clube. O Flamengo está em 14º na tabela, com 31 pontos. Os mineiros estão em segundo, com 52.(globoesporte.com)

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Vendidos 22.607 ingressos para o jogo entre Flamengo e Atlético-MG

Setores Leste superior e Sul já estão esgotados para a partida de quarta: 'A torcida é o nosso 12º jogador', diz vice de relações exteriores do Fla. A promoção que a diretoria do Flamengo fez para a partida contra o Atlético-MG, adiada da 14ª rodada para a próxima quarta-feira, já teve repercussão nesta segunda, com longas filas em diferentes pontos de venda um dia após a equipe carioca conseguir sua primeira vitória após sete partidas no Campeonato Brasileiro. Dois setores do Engenhão, o Leste superior e o Sul, já não têm mais ingressos à disposição. No total, já foram vendidos 22.607 entradas. Os preços estão entre R$ 10 e R$ 20 (há meia-entrada), e ainda há ingressos para os setores Leste inferior, Oeste superior e inferior e Norte, onde a torcida atleticana ficará. O jogo marca o reencontro do Rubro-Negro com Ronaldinho Gaúcho. Esta é a primeira partida desde que o craque resolveu trocar o Fla pelo Galo e está marcada para começar às 22h (de Brasília). O técnico rubro-negro, Dorival Júnior, convocou a torcida para encher o Engenhão, mas pediu que a torcida apoie a equipe em vez de concentrar esforços nos protestos contra Ronaldinho. - O torcedor tem que ir a campo pensando em apoiar o Flamengo, nada além disso. Nós, profissionais, temos que saber separar toda essa condição. O Ronaldo é uma coisa, nós estaremos jogando Flamengo contra Atlético. O Ronaldo merece nosso respeito, consideração. Eu sei que para o torcedor flamenguista é uma situação difícil, mas vamos pensar em apoiar, em motivar a equipe do Flamengo. Nada além disso. Não tem que ter animosidade, grito hostil contra um profissional - afirmou o treinador. O vice-presidente de relações exteriores do Flamengo, Walter Oaquim, prevê estádio lotado na partida de quarta-feira. - Acredito em estádio cheio, com 40 mil torcedores. A torcida é o nosso 12º jogador. E vai para apoiar o time - disse. Com os ingressos vendidos até esta segunda, o jogo de quarta-feira já é o de maior público do Flamengo como mandante no Brasileirão de 2012. A única partida do Rubro-Negro no Engenhão com mais pessoas nas arquibancadas foi o Fla-Flu do primeiro turno, com 32.591 pagantes, quando o mando de campo era do Tricolor. Nas partidas em que o Flamengo foi mandante, o maior público até a última rodada era na vitória sobre o Vasco por 1 a 0, com 15.459 pagantes. Excluindo os clássicos, a partida que atraiu mais torcedores ao Engenhão foi justamente a última de Ronaldinho pelo clube, no empate com o Internacional por 3 a 3 (14.238 pagantes).(globoesporte.com)

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Zico critica excesso de pressão sobre jovens promessas do Flamengo

Ídolo rubro-negro observa cobrança exagerada sobre nova geração do Fla e critica montagem do time com o Campeonato Carioca de parâmetro. Mesmo no Brasil, onde fica até o dia 1º de outubro e depois volta ao comando da seleção iraquiana nas eliminatórias asiáticas do Mundial de 2014, Zico tem dificuldades para acomanhar o Flamengo. Devido aos muitos compromissos, o ídolo rubro-negro disse que o último jogo que conseguiu assistir do time foi a vitória por 2 a 0 sobre o Náutico, no dia 11 de agosto. De lá para cá, o Galinho tem visto só os melhores momentos das partidas, mas foi o suficiente para perceber que há uma cobrança exagerada, em sua visão, sobre uma talentosa safra de jogadores. - O Flamengo pegou uma geração muito boa, mas está colocando uma carga de responsabilidade muito grande nas costas dela. Subir um ou dois jogadores de uma vez vai, mas cinco ou seis? Tem muitos ali que ainda teriam mais dois anos de júnior - observou. O treinador espera que Cléber Santana, contratado esta semana pelo clube, possa ser uma solução para esse problema. Embora admita não saber como o meia vinha atuando no Avaí, Zico torce para o sucesso do novo camisa 10 do Fla. - Tomara que dê certo. É um camisa 10 meio de campo, não é aquele que chega tanto (ao ataque). Não sei como ele está jogando, mas pode ajudar os mais jovens - destacou o Galinho, que se mostrou otimista com a permanência do time na primeira divisão, mas deixou uma crítica. O Flamengo nos últimos anos pecou muito de montar equipe no (Campeonato) Carioca para o Brasileiro. O regional não serve de parâmetro. Diversas vezes especulado pelo ex-presidente Márcio Braga para ser candidato à presidência do Flamengo, Zico garantiu que não há possibilidades de isso acontecer, e apenas voltou a manifestar seu apoio à candidatura de Wallim Vasconcellos. Não tenho a menor condição de assumir nada (no Fla). Só apoio a chapa do Wallim (Vasconcellos). É um grupo que pode dar uma grande reviravolta no clube - apostou. Com 28 pontos (e um jogo a menos), o Flamengo ocupa o 16º lugar na competição, uma posição à frente do Z-4. O time volta a campo neste domingo para enfrentar o Atlético-GO, às 16h (de Brasília), no Serra Dourada.(globoesporte.com)

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Rebaixamento preocupa todo o Fla, e pressão atinge mais jovens, diz Zinho

Diretor afirma que garotada sente a pressão e confessa: ‘O torcedor está preocupado com zona de rebaixamento, eu também, a direção, jogadores’. O Flamengo amarga sequência de sete jogos sem vitória no Brasileirão, sendo quatro derrotas e três empates. Na 16ª colocação, com 28 pontos, o time tem um jogo a menos e quatro pontos a mais do que o Sport, primeira equipe do Z-4. A forte pressão ronda todo clube, a preocupação com rebaixamento vai da Gávea ao Ninho do Urubu. Zinho admite que a aflição é geral e respinga nos mais jovens, mas acredita que o momento adverso possa servir como aprendizado de como é ser jogador profissional do Rubro-Negro. Ao ser questionado sobre o aproveitamento de Joel Santana e Dorival Júnior, Zinho apresentou sua tese e deixou clara a preocupação que está no ar. O diretor tem exibido um semblante sério diante da fase complicada. O temor de rebaixamento também atinge a diretoria, principalmente a presidente Patricia Amorim, que sabe: a queda para a Segunda Divisão teria sérias consequências em sua vida profissional e particular. Zinho comentou ainda o fato de jovens valores – como Adryan e Mattheus – estarem sendo lançados em meio a um momento conturbado. O dirigente, porém, espera que os jogadores amadureçam. - Adryan tem entrado no segundo tempo, Thomás deu uma segurada. Tivemos perdas de jogadores importantes que dão sustentação para esses garotos. Infelizmente tivemos que apostar na garotada por conta de atletas que foram para seleção, contusões. São jogadores (os jovens) que têm que entrar aos poucos. Esse era o planejamento. Devido às circunstâncias, tivemos que mudar. Eles têm talento, potencial, mas o momento é de muita pressão, então, às vezes, sentem. Mas vão amadurecer com isso. Importante que aprendam com essa fase e saibam que são jogadores profissionais – destacou Zinho. Além da crise de resultados, o diretor apontou outros fatores que podem ser prejudiciais aos mais jovens. Segundo ele, um talento do juvenil ou dos juniores não é sinônimo de sucesso na equipe principal: - Jogar no juniores do Flamengo já é uma pressão, mas não é como no profissional. Há vários jogadores que são talentosos no juvenil, no juniores, e chegam no profissional não conseguem manter o mesmo nível. Você entrar num time já formado, com apoio, facilita que esse talento apareça, mas com time desfalcado, pressão pela vitória, pressão de rebaixamento, cobrança, crise política do clube, isso tudo afeta bastante. Agora, acredito que eles estão amadurecendo.(globoesporte.com).

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Fla acerta as contratações de Renato Santos e Cléber Santana, do Avaí

Em troca, Negueba e Thiago Medeiros devem ser emprestados à equipe de Santa Catarina; negociação será oficializada na tarde desta segunda-feira. O Flamengo vai oficializar na tarde desta segunda-feira as contratações do zagueiro Renato Santos e do meia Cléber Santana, que estavam disputando a Série B pelo Avaí. Em troca, Negueba e Thiago Medeiros devem seguir para o clube catarinense. O defensor é empresariado por Eduardo Uram, que é dono de 60% de seus direitos econômicos, enquanto o Avaí detém 40%. Já o meia pertence ao São Paulo e tinha contrato de empréstimo com a equipe catarinense até o dia 31 de dezembro de 2012. Renato Santos, de 25 anos, iniciou carreira em 2007 e defendeu o Joinville antes de chegar à Ressacada. O zagueiro recebeu apenas um cartão amarelo na Segundona, competição em que não participou de apenas um dos 25 jogos do time. Cléber Santana tem 31 anos, já defendeu o Atlético de Madrid e também jogou no futebol japonês. No Brasil, se destacou por Santos e Atlético-PR. Na última terça-feira, o diretor de futebol do Flamengo, Zinho, e o vice de finanças, Michel Levy, estiveram em Florianópolis para observar o jogadores e encaminhar o acerto. Na capital catarinense, assistiram à vitória do Avaí por 2 a 1 sobre o Ipatinga, pela Série B, na Ressacada, em jogo em que Cléber Santana fez os dois gols do Leão. O Flamengo é o 16º colocado no Brasileirão, com 28 pontos, quatro a mais do que o Sport, primeiro time do Z-4. O Rubro-Negro carioca, porém, tem um jogo a menos. O próximo adversário será o Atlético-GO, no próximo domingo, às 16h (de Brasília).(globoesporte.com)

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Para livrar o Fla da crise, Love diz que vale apelar para igreja, macumba...


Atacante brinca ao ser questionado se existe mandinga capaz de reverter o momento complicado, mas diz que no futebol todos estão sujeitos à queda. A fase é complicada, mas Vagner Love não perdeu o bom humor. Ao entrar na sala de coletiva nesta sexta-feira, o atacante brincou com Ibson e também usou de bom humor ao comentar se existe alguma mandinga para o Flamengo conseguir afastar a crise que ronda o clube depois de uma sequência de seis jogos em vitória, com quatro derrotas consecutivas. Com 27 pontos, o time ocupa a 16ª colocação. Para o jogador, vale oração e também apelar para macumba. - Quem tem religião... Quem for da igreja, vai para igreja, quem quiser, vai para macumba, o que puder nos ajudar está bom - brincou Vagner Love. O atacante sabe que o risco de rebaixamento é real, mas destacou que o grupo tem força para reverter a complicada situação:
- Futebol pode acontecer de tudo, está sujeito a isso (rebaixamento). Só dependemos da gente para reverter a situação. Acredito muito no grupo que a gente tem, vamos lutar para que nada de ruim aconteça com o grupo. Uma hora a fase boa vai voltar, já oscilamos, tivemos fase boa, mais ou menos e estamos numa ruim. Love reiterou seu apoio a Patricia Amorim, que sofre pressão interna. Nesta quinta-feira, o jogador esteve com a presidente na Gávea e declarou seu apoio. - Ela tenta fazer de tudo, é uma pessoa honesta. Pessoas ruins passaram pelo clube e ninguém pediu impeachment, de repente é porque é mulher. Se estou aqui é por causa dela, e também do Marcos Braz (vice de futebol em 2010). Sou amigo pessoal da Patricia. Falei que “tamo junto e misturado”. Ela não joga, nós que temos que reverter essa situação – disse o atacante. Love comentou ainda sobre a proporção que as coisas ganham no Rubro-Negro:
- Tudo é porque é no Flamengo, onde acontece de tudo. Isso não vai mudar, ninguém fala que o Palmeiras está bom, que Felipe foi mandado embora...Love, que tem dez gols no Brasileirão, convocou a torcida a comparecer no Engenhão domingo, no jogo contra o Grêmio: - Gostaria muito que a torcida compareça no Engenhão. A gente ganha uma força a mais e, assim, o Flamengo não vai parar de lutar.(globoesporte.com)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Em tempos de crise, coordenador da base vê garotos do Fla preparados


Carlos Noval diz que jovens podem lidar com má fase do time: 'Têm que assumir essa parcela de responsabilidade, têm que saber lidar com isso'. Felipe, Léo Moura, Welinton, Frauches e Ramon; Muralha, Ibson, Luiz Antonio e Mattheus; Adryan e Vagner Love. Foi este o time que Dorival Júnior escalou no último coletivo do Flamengo e que deve ir a campo na partida contra o Santos, nesta quarta-feira, às 22h, pela 24ª rodada do Brasileirão. Uma parte do resultado do trabalho de base do clube estará no gramado da Vila Belmiro. Dos 11 titulares, sete são crias do Rubro-Negro. Welinton, Frauches, Muralha, Ibson, Luiz Antonio, Mattheus e Adryan surgiram nas categorias inferiores. Ibson e Welinton são de gerações mais antigas. Os demais são contemporâneos e apareceram a partir da conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior, no início de 2011. A temporada tem sido um teste e tanto para as promessas do clube. Em um ano apinhado de problemas, os garotos viram e viveram duas trocas de treinador (Vanderlei Luxemburgo e Joel Santana foram os antecessores de Dorival), eliminações precoces na Libertadores e no Carioca, e saída traumática de Ronaldinho Gaúcho, até então a referência do time. Hoje, tentam ajudar a equipe a melhorar uma campanha abaixo da crítica no Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro é apenas o 13º na tabela, com 27 pontos – tem um jogo a menos. A rotina é de altos e baixos. Nas tentativas de Dorival Júnior de achar o time ideal, os garotos são os que mais rodam. Ora titulares, ora reservas, ora nem relacionados. A cobrança só cresce. Na última segunda-feira, a presidente Patricia Amorim avaliou o momento das revelações do clube. A mandatária vê os garotos preparados para lidar com responsabilidades maiores, disse que eles também serão cobrados e assegura que o clube está preparado para dar suporte. A nossa preocupação desde o primeiro dia que entrei, em janeiro de 2010, era trabalhar na formação. Mesmo que a nossa base não ganhasse campeonatos, ganhou uma vez (a Copinha de 2011), o mais importante era formar jogadores e que eles fossem aproveitados para o profissional. Hoje eles são nossos. E a gente tem que trabalhar com esses meninos, fazer com que eles joguem como podem. Se não derem conta, a comissão técnica tem que avaliar. Temos elementos para sustentar alguma situação difícil para algum jogador mais novo. São formados aqui, estão preparados, são profissionais. Eles têm condição de aguentar e têm de aguentar a pressão. Ou então pedem para sair. Mas não acho que é o caso. Eles querem jogar no Flamengo e podem jogar. É uma cobrança nossa, da diretoria, do torcedor. Isso vai vai acontecer. Eles também se cobram muito.
Coordenador vê os garotos preparados
Coordenador das divisões de base do clube, Carlos Noval ressalta que a ligação com o futebol profissional tem sido muito proveitosa. Segundo ele, existe abertura com o diretor de futebol do clube, Zinho, e com o vice de futebol Paulo César Coutinho. Noval considera a integração total, desde o momento que o jovem é chamado para a categoria principal e durante a fase de adaptação à nova realidade. - As cobranças são feitas em conjunto. O garoto vai subir e eles perguntam o que achamos, as características. Há essa ligação, o diálogo. Mas a partir do momento em que estão no profissional é um trabalho do treinador e do Zinho com eles. Estamos à disposição para ajudar em caso de qualquer problema. Conversamos muito com os jogadores antes da subida para o profissional, avisamos que a postura tem que ser diferente. Noval entende que as oscilações são aceitáveis e naturais, mas vê em todos os atletas mais jovens do grupo principal as condições necessárias para lidar com as dificuldades provocadas pela má fase da equipe. - São garotos, mas eles mesmos falam que no Flamengo a pressão começa na base. A cobrança já existe por ser um clube grande, por buscar resultados. Eles têm que assumir essa parcela de responsabilidade, têm que saber lidar com isso. Alguns lidam melhor, outros não. Depende muito da preparação mental deles. Acho que têm condições para isso. Se estão lá, têm plenas condições de reverter um quadro difícil. Temos psicólogo nas categorias de juniores para baixo. A psicologia no esporte tem que estar sempre junto. É um trabalho feito diariamente, um acompanhamento de todos os treinos, até porque eles têm problemas familiares. Isso é muito importante para a preparação dos atletas, para que eles subam preparados para lidar com todo tipo de situação. A situação do time é muito ruim. O Rubro-Negro não vence há cinco rodadas e perdeu as três últimas partidas no campeonato. Está apenas cinco pontos à frente da zona de rebaixamento. É com a mistura da experiência com o sangue novo dos mais jovens que o Flamengo tenta retomar o rumo.(globoesporte.com)