A MARCA MAIS VALIOSA DO PAÍS

A MARCA MAIS VALIOSA DO PAÍS
encontro das embaixadas na gávea!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Nunes, ex-Flamengo, diz que nunca haverá uma equipe como a de 81

O atleta, que é um dos ídolos consagrados pelo Mengão, participou de um evento beneficente no Tocantins e diz que o estado pode revelar grandes jogadores. Mais um atleta consagrado no futebol brasileiro passou a conhecer o Tocantins em 2013. Depois de Dadá Maravilha, Reinaldo, Ronaldinho Gaúcho e Viola, agora foi a vez de Nunes, ídolo do Flamengo. No fim de semana, o ex-atacante participou de eventos solidários em escolinhas de futebol nas cidades de Araguaína e Luzinópolis. Nesta segunda-feira (16), vestindo a camisa do Mengão, Nunes falou sobre a carreira e contou alguns planos para o futuro como comentarista esportivo. ‘Vai ser difícil o Flamengo conseguir formar um grupo como de 81’, disse Nunes sobre o time que conquistou a Libertadores da América e o Mundial Interclubes. Ele afirma que o elenco daquela época era completo. - O time contava com o Zico, Dario (Dadá Maravilha) e outros nomes que se consagraram no futebol do país. A equipe era boa em vários aspectos, tática, profissionalismo e dava um show em campo - disse com orgulho. Mesmo tendo passado por outros grandes clubes como Fluminense e Atlético-MG, o ex-jogador conta que seu coração sempre foi flamenguista. - Eu fui para a base do Flamengo quando eu tinha 13 anos e fui crescendo, mas não foi lá que eu virei profissional por causa dos dirigentes da época que não me enxergaram como grande jogador. Mas quando saí eu já tinha a certeza que voltaria - contou. Em entrevista à rádio CBN Tocantins, o ex-jogador aproveitou para comentar a atual Seleção Brasileira. Ele afirma que os ajustes feitos por Felipão deixaram a equipe melhor, porém ainda não está pronta para a Copa do Mundo de 2014. - Na minha opinião ainda cabe mais gente aí nesse time e uma coisa muito boa que o Felipão conseguiu fazer foi aproximar a torcida, fazer a torcida se sentir parte do time - disse. Nunes conta que tem participado de vários eventos sociais desde que parou de jogar, mas sempre está de olho no que acontece no futebol. - O Tocantins precisa de mais eventos como este, tenho visto que jogadores aqui da região tem se destacado e eu tenho certeza que só não tem mais tocantinenses nos grandes clubes porque é uma região longe dos grandes centros. Por isso esses eventos são importantes para mostrar os talentos daqui para o mundo - finalizou.(globoesporte.com)