8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ

8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ
FEIJOADA FLAJARAGUÁ, DIA 05 DE AGOSTO DE 2017

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Ney Franco escala Hernane ao lado de Alecsandro em treino tático no Fla

Treinador deve escalar a dupla no confronto contra o São Paulo, neste domingo. Apresentado na última quarta-feira, Ney Franco já promove mudanças no time do Flamengo. Em atividade tática realizada no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, na manhã desta sexta-feira, o treinador escalou Hernane ao lado de Alecsandro no ataque rubro-negro, em teste para o duelo deste domingo contra o São Paulo, às 16h, no Maracanã. Se for confirmada a escalação, será a primeira vez que os dois centroavantes iniciarão juntos uma partida como titulares. Atuaram lado a lado apenas durante o decorrer de alguns jogos. Alecsandro foi contratado no começo do ano para ser o reserva imediato de Hernane e tem dado conta do recado, sendo o artilheiro da equipe na temporada com 14 gols. O Brocador perdeu espaço ao ter se machucado no fim de março, quando sofreu uma fratura nas costas. Somente agora está liberado para atuar. O volante Cáceres e o meia Mugni, titulares na derrota por 2 a 0 para o Fluminense no último domingo, treinaram entre os reservas. Everton é outro que retorna após lesão e reforça o Rubro-Negro no domingo. Ney Franco escalou a equipe no treinamento com Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Mário Araújo, Luiz Antonio, Everton e Paulinho; Alecsandro e Hernane. Após quatro rodadas do Campeonato Brasileiro, o Flamengo é apenas o 16º colocado, com quatro pontos.(globoesporte.com)

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Aposta na base e no ataque: veja o Ney Franco que Fla reencontra agora

Técnico assume o clube novamente, sete anos depois da primeira passagem, e tem a carreira marcada por trabalhos duradouros, mas com algumas dificuldades. Ney Franco está de volta ao Flamengo, quase sete anos após sua primeira passagem. Nesse tempo, muita coisa mudou, e ele retorna após seis trabalhos duradouros na bagagem, que renderam títulos importantes, como a Copa Sul-Americana de 2012, pelo São Paulo, e o Mundial Sub-20 de 2011, pela seleção brasileira. Seus últimos dois trabalhos foram bem parecidos em vários aspectos, tanto nos bons quanto nos maus momentos. Após assumir o São Paulo em 2012, Ney Franco ajeitou o time do São Paulo no 4-2-3-1 com Lucas na ponta direita, Osvaldo na esquerda e Jadson armando. Além do título da Sul-Americana, teve uma arrancada que o levou à quarta colocação no Campeonato Brasileiro e consequente classificação para a Taça Libertadores. No primeiro semestre de 2013, porém, tudo desandou: ele entrou em conflito com Rogério Ceni e outros jogadores e foi demitido pouco depois da eliminação da Libertadores diante do Atlético-MG, em julho. Assumiu em setembro um Vitória perto da zona do rebaixamento e chegou a brigar por vaga na Libertadores. Não se classificou, mas deixou a impressão de que havia um time montado para crescer em 2014, o que não foi mostrou nos resultados. Ainda assim, contava com o respaldo da diretoria do clube baiano.(globoesporte.com)

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Flamengo confirma saídas de Jayme de Almeida e Paulo Pelaipe

Técnico e diretor deixam o clube depois de reunião na sede nesta segunda-feira, mas substitutos não são confirmados. Ney Franco deve ser anunciado nesta terça-feira. O Flamengo anunciou oficialmente as saídas do técnico Jayme de Almeida e do diretor de futebol Paulo Pelaipe em nota oficial. A dupla recebeu a informação em uma reunião realizada na noite desta segunda-feira na Gávea. O clube não divulgou seus substitutos e agradeceu pelos serviços prestados, dizendo que a implantação de uma nova etapa no departamento já estava prevista pelo Conselho Diretor. Ney Franco já tem tudo acertado para assumir o cargo de treinador. Ele trabalhou no clube em 2006 e 2007, quando conquistou uma Copa do Brasil e um Campeonato Carioca. Para o cargo de diretor, mudanças serão feitas e Marcos Braz, homem forte na conquista do Brasileiro de 2009, aparece como opção. Além de Paulo Pelaipe, o gerente das categorias da base Marcos Biasotto pode deixar o clube. Ele foi contratado a pedido do então diretor de futebol. A comissão técnica de Jayme também será desfeita. O auxiliar Cantarelli e o preparador físico Joelton Urtiga deixam seus cargos. O preparador de goleiros Wagner Miranda deve continuar, mas pode voltar para a base ou trabalhar como auxiliar no profissional. - Quero agradecer a diretoria, jogadores, funcionários e torcida. Foi um ano e meio de muito trabalho, sacrifício, muita cobrança, mas conseguimos dois títulos. Desejo ao Flamengo um caminho de vitórias - disse Pelaipe. Por meio de sua assessoria de imprensa, o técnico Jayme de Almeida condenou a postura do clube na condução de sua demissão. - Obviamente não gostei como as coisas foram conduzidas, principalmente pela relação próxima e acima de tudo bem franca que eu sempre tive com todos ligados ao futebol. Acredito que tudo poderia ter sido tratado de forma mais profissional. Por isso disse que estava perplexo com o fato de não ter recebido nenhum telefonema durante todo o dia, quando todos da imprensa já afirmavam que eu havia sido demitido e, inclusive, já davam um novo técnico. Só fui receber uma ligação do Wallim às 18h30 para me comunicar o que todos já sabiam. É inadmissível que uma coisas dessas aconteça em pleno ano de 2014 - destacou o agora ex-treinador rubro-negro. Jayme de Almeida ficou oito meses no cargo de treinador. Antes, ele trabalhava como auxiliar. Já Pelaipe foi contratado em janeiro de 2013, quando a atual diretoria iniciou o trabalho no clube. Veja a nota oficial na íntegra: Apesar das importantíssimas conquistas dos últimos 9 meses - como a Copa do Brasil, a Taça Guanabara e o Campeonato Carioca - vemos que chegou a hora da implantação de uma nova etapa, já prevista anteriormente no plano de trabalho elaborado pelo Conselho Diretor do Flamengo. Com isso, o Flamengo acertou o encerramento dos contratos de alguns dos seus principais colaboradores que formavam a equipe técnica do futebol profissional. Aos grandes profissionais Paulo Pelaipe, Jayme de Almeida e suas respectivas equipes, cujos trabalhos tantas alegrias deram à Nação Rubro-Negra, fica o nosso maior agradecimento pela maneira séria, correta e dedicada com que sempre trataram o Flamengo. Com as medidas tomadas, o Conselho Diretor do Flamengo olha para o futuro do futebol rubro-negro, aprofundando ações de profissionalização dos processos pedagógicos e administrativos de todo o futebol do clube, desde as divisões de base até o elenco profissional. Temos a firme convicção que somente assim estaremos construindo o Flamengo do tamanho que a grande Nação Rubro-Negra merece.(globoesporte.com)