A MARCA MAIS VALIOSA DO PAÍS

A MARCA MAIS VALIOSA DO PAÍS
encontro das embaixadas na gávea!

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Titulares esquecem folga e não abrem mão de jogar no sábado de Carnaval

Sem problemas físicos, time principal será escalado contra o Nova Iguaçu. O técnico Jayme de Almeida já havia afirmado que o time principal do Flamengo não teria mais folga depois do jogo com o Madureira. Com isso, sem problemas físicos, os titulares estarão em campo neste sábado de Carnaval contra o Nova Iguaçu, no Maracanã, pelo Campeonato Carioca. Os próprios jogadores demonstraram vontade de entrar em campo mesmo depois de atuarem na noite de quarta-feira diante do Emelec, do Equador. Elano, por exemplo, deixou o último jogo com um desconforto na panturrilha, mas já se colocou à disposição para jogar. - Nós queremos jogar sábado, sem dúvida. Tem que ser um ritmo só, no Carioca e na Libertadores. O nosso objetivo é fazer um grande trabalho, procurar vencer sempre pelo Flamengo. O time está vencendo, independentemente de quem joga, e isso é muito bom. A disputa por posição também chama a atenção. Gabriel, por exemplo, teve boa atuação e pode ganhar a vaga do argentino Lucas Mugni, que foi vaiado no primeiro tempo contra o Emelec. - Com o momento que a gente passa, todo mundo quer jogar. Não tem essa de folga. O professor Jayme fala isso, para manter o foco no Carioca. A equipe tem mantido uma regularidade boa - afirmou Everton. Nesta quinta-feira, apenas quem atuou 45 minutos ou menos contra o Emelec foi a campo no Ninho do Urubu para um treinamento com bola. O restante do grupo fez trabalho regenerativo. Flamengo e Nova Iguaçu se enfrentam às 18h30m (de Brasília) deste sábado, no Maracanã. O Rubro-Negro é líder isolado com 25 pontos, dois a mais do que o segundo colocado, Fluminense.(globoesporte.com)

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Hernane confirma permanência no Fla, e Shangai contrata colombiano

Flamengo e jogador entram em acordo por sua permanência e informam ao clube chinês, que acerta com Luiz Carlos Ruiz, do Junior Barranquilla. A torcida do Flamengo pode comemorar a permanência de Hernane pelo menos até a próxima janela de transferência. Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Emelec, no Maracanã, houve uma nova reunião entre o jogador, o empresário Paulo Pitombeira, da Talents Sports, e dirigentes do Flamengo. Em comum acordo, eles decidiram pela permanência do jogador. Com a informação, o Shangai Shenhua partiu em busca de um novo nome e acertou a contratação do atacante colombiano Luiz Carlos Ruiz, de 27 anos, do Junior Barranquilla, e pagará US$ 4 milhões (R$ 9,4 milhões) para contratá-lo. Com o fechamento da janela de transferências na China nesta sexta-feira, os dirigentes do Shangai correram para procurar outro jogador para a posição, já que o Flamengo exigia garantias bancárias que não foram apresentadas. A oferta por Hernane previa o pagamento de 3,5 milhões de euros (R$ 11,2 milhões) ao Flamengo. Uma série de reuniões foi feita nos últimos três dias para tentar fechar a negociação, mas os chineses pediram um prazo para efetuar o pagamento, o que não foi aceito pelo clube carioca. Emocionado após ouvir a torcida pedir sua permanência, Hernane disse que viveu um sonho no Maracanã, mas não sabia se deixaria ou não o Rio de Janeiro. Até no vestiário, o atacante ouviu apelos dos companheiros. - Era meu sonho ver a torcida gritando, pedindo para eu ficar. Estou muito feliz por ter feito esse gol no Maracanã. De resto, como já falei, o meu empresário está conversando com a diretoria e eu não sei se eu fico, não sei se eu vou. Conheço pouco desse clube, não tenho tantas informações. Creio que até amanhã (quinta-feira) isso se decide. Eu estou feliz aqui - disse, ao deixar o campo após a vitória do Fla sobre o Emelec. Hernane já havia recebido outra proposta milionária do Al Jazeera, mas o Flamengo não a aceitou. O jogador tem contrato com o clube carioca até 28 de fevereiro de 2016. Na quarta-feira, marcou um dos gols da vitória sobre o Emelec-EQU, no Maracanã, pela Taça Libertadores, e foi ovacionado pela torcida. O Flamengo volta a treinar nesta quinta-feira e entrará em campo sábado, contra o Nova Iguaçu, pelo Campeonato Carioca. Mais uma vez, o Brocador estará em campo.(globoesporte.com)

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Zerado no Maraca em 2104, Hernane mantém a calma: 'TORCIDA CONFIA'

Brocador diz que não há ansiedade para acabar com seca de três partidas em seu palco principal diante do Emelec, quarta-feira: 'Jogo como qualquer outro'. Falar em jejum seria exagero, mas um dos relacionamentos de maior sucesso no futebol carioca na última temporada passa por um período de crise. O ano virou, 2014 chegou, e Hernane e o Maracanã ainda não reeditaram os momentos de alegria de 2013. Ele é o maior goleador do estádio desde sua reinauguração, foram 18 gols marcados em 18 partidas no último ano. Desde janeiro, no entanto, mais nada. O atacante passou em branco nas três vezes em que voltou ao seu palco preferido e tem mais uma chance de acabar com a seca nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), diante do Emelec, pela segunda rodada do Grupo 7 da Taça Libertadores. A partida também é uma oportunidade de Hernane marcar seu primeiro gol em um confronto internacional. Depois da estreia com uma cabeçada no travessão, diante do León, no México, o Brocador está recuperado da amigdalite que o tirou do confronto com o Resende, sábado, e tem escalação garantida diante dos equatorianos. E se balançar as redes adversárias é sempre uma missão, o período sem gols no Maracanã ainda não o incomoda. Não tem ansiedade. Estou tranquilo. Sei que a torcida confia no meu trabalho, o Jayme também, vou encarar esse jogo como se fosse qualquer outro. Em 2014, Hernane pisou no Maracanã para enfrentar Duque de Caxias, Fluminense e Vasco. Se levado em conta o Jogo das Estrelas, no fim do ano passado, a seca aumenta para quatro partidas. Na temporada, ao todo são seis jogos e quatro gols - todos marcados no Raulino de Oliveira, na goleada por 5 a 2 diante do Macaé. Enquanto trabalha para reencontrar o caminho fácil dos gols, o Brocador vê Alecsandro assumir a artilharia do Carioca, com seis gols - apenas um no Maraca. A concorrência, no entanto, é tratada com naturalidade pelo camisa 9. - Ele entrou, fez dois gols. Eu joguei seis jogos e tenho quatro gols. A torcida confia no meu trabalho. Ele chegou agora e precisa mostrar. É bom para o Flamengo ter esses dois centroavantes. Com Hernane em campo, Flamengo e Emelec se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Maracanã, pela segunda rodada do Grupo 7 da Libertadores.(GLOBOESPORTE.COM)

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014