FLAJARAGUÁ

FLAJARAGUÁ
OS 3 SORTUDOS!

terça-feira, 23 de maio de 2017

Conca está liberado para estrear(segundo médico do Flamengo...

Em boletim divulgado pelo departamento médico, Marcio Tanure afirma que argentino já está à disposição de Zé Ricardo para jogar pelo Rubro-Negro. Em breve, o Flamengo deve ganhar um reforço para a sua equipe, que já estava no Ninho do Urubu. Contratado em janeiro, para se recuperar de um cirurgia no joelho, Dario Conca já pode fazer o primeiro jogo com a camisa rubro-negra. Foi o que garantiu o médio do clube, Marcio Tanure, em um boletim médico divulgado na tarde desta segunda-feira.- O Conca, como vocês já devem ter visto há algum tempo, não está mais no departamento médico. Ele já treina normalmente com o grupo. Estando liberado assim que a comissão técnica achar necessário - disse o médico. Assim, a escolha em contar com o argentino, que foi ídolo no Fluminense e teve uma boa passagem pelo Vasco, é do técnico Zé Ricardo. Sem contar com Diego ainda e com Mancuello em baixa, o treinador está com dificuldades para formar o seu meio de campo com criação. Tanto que sem o camisa 10, o Flamengo acabo eliminado na primeira fase da Copa Libertadores. Assim que começar a atuar, Conca irá receber um salário de cerca de R$ 350 mil mensais. Até agora, ele não recebeu do Flamengo nenhuma quantia. Se atuar por sete meses, o que falta até o fim da temporada, o argentino vai faturar cerca de R$ 2,4 milhões em vencimentos. Outro argentino no departamento médico, o zagueiro Alejandro Donatti, também teve sua situação resumida pelo médico rubro-negro, Marcio Tannure. Contratado em 2016, o defensor fez apenas oito jogos pelo clube. - Ele sofreu uma lesão na panturrilha e com isso ainda está na fase de recuperação, na fisioterapia. A gente espera que ele possa estar de volta o mais breve possível - disse.(LANCE! 22/05/2017 18:01 - Rio de Janeiro (RJ).

terça-feira, 2 de maio de 2017

"Flamengo tem maior receita do Brasil em ano “inchado” por direitos de TV”

O Flamengo foi o clube de maior receita no Brasil em 2016. De acordo com estudo divulgado pelo consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi, o clube rubro-negro recebeu R$ 510,1 milhões no ano, um aumento de 43% em relação à receita do ano anterior (R$ 355,6 milhões). Completam o top 5 do ranking de receitas de 2016: Corinthians (R$ 485,4 milhões), Palmeiras (R$ 468,6 milhões), São Paulo (R$ 393,4 milhões) e Grêmio (R$ 325,8 milhões). Segundo o estudo, o ano passado foi o de maior receita da história do futebol brasileiro, com R$ 5,4 bilhões. Grande parte do crescimento se deveu ao recebimento, pelos grandes clubes, de valores de luvas relativos aos contratos de TV válidos para os anos de 2019 a 2024, que foram antecipados. Por isso, a tendência é que, em 2017, sem luvas a receber, esses valores caiam. A dependência dos clubes do dinheiro da televisão também nunca foi tão grande. Em 2016, 51% da receita média dos 20 maiores times do Brasil veio de direitos de TV, enquanto 14% correspondeu a transferências de atletas, 11% a patrocínio e publicidade, 11% a departamento social e amador, 7% a bilheteria e 6% a outras fontes. Confira as 20 maiores receitas do futebol brasileiro em 2016: 1. Flamengo (R$ 510,1 milhões) 2. Corinthians (R$ 485,4 milhões) 3. Palmeiras (R$ 468,6 milhões) 4. São Paulo (R$ 393,4 milhões) 5. Grêmio (R$ 325,8 milhões) 6. Atlético-MG (R$ 316,3 milhões) 7. Santos (R$ 295,8 milhões) 8. Fluminense (R$ 293,2 milhões) 9. Internacional (R$ 292,7 milhões) 10. Cruzeiro (R$ 238,4 milhões) 11. Vasco (R$ 213,3 milhões) 12. Atlético-PR (R$ 164,1 milhões) 13. Botafogo (R$ 160,1 milhões) 14. Sport (R$ 129,6 milhões) 15. Bahia (R$ 120,7 milhões) 16. Vitória (R$ 112 milhões) 17. Coritiba (R$ 109,5 milhões) 18. Goiás (R$ 83 milhões) 19. Chapecoense (R$ 74,8 milhões) 20. Figueirense (R$ 70,9 milhões) (fonte Uol

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Flamengo ironiza decisão do STF com "87 verdades e uma mentira"

amengo apostou no bom humor para reagir à decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, que nesta terça-feira rejeitou recurso do Rubro-Negro, que queria a divisão do título brasileiro de 1987. A resposta foi inspirada em brincadeira feita nas redes sociais, sobretudo no Facebook, em que as pessoas narram nove verdades e uma mentira sobre suas respectivas vidas. A mentira foi a número 88, uma adaptação ao jargão "Contra fatos não há argumentos". O Flamengo escreveu "contra fatos há argumentos". A polêmica sobre o Campeonato Brasileiro de 1987 se arrasta há anos. Sem dinheiro, a CBF optou por abrir mão da organização do nacional do ano em questão. O Clube dos 13, entidade formada pelas principais agremiações do país, assumiu tal tarefa. Foi sugerido um cruzamento entre campeão e vice dos Módulo Verde e Amarelo. Em reunião na sede da CBF, Eurico Miranda, à época vice-presidente do Vasco, assinou pelos clubes aceitando este cruzamento. Insatisfeitos, os clubes disseram que não disputariam o confronto decisivo, apesar da formalização do acordo. Resultado: Flamengo e Internacional decidiram o Módulo Verde, e o Rubro-Negro foi campeão. Na final do Módulo Amarelo, Sport e Guarani foram para a decisão dos pênaltis após triunfo do Bugre por 2 a 0, em Campinas, e vitória do Leão por 3 a 0, no Recife. O curioso é que o desempate terminou empatado em 1 a 1, e o título foi dividido. O quandrangular foi definido, mas Flamengo e Internacional, referendados pelo Clube dos 13, recusaram-se a jogar. Restou a Sport e Guarani decidirem. Em 7 de fevereiro de 1988, o Sport, após empate por 1 a 1 no jogo de ida, venceu por 1 a 0, gol de Marco Antônio, e ficou com a taça.(Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro 18/04/2017 19h49 Atualizado há 23 horas)

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Flamengo reduz dívida em 13% e registra superávit de R$ 153 milhões!

Clube divulga balanço financeiro de 2016, e lucro é R$ 23 milhões superior ao obtido no ano anterior Flamengo reduz dívida em 13% e registra superávit de R$ 153 milhões. Se o Flamengo não conquista título em campo desde abril de 2014, as finanças do clube seguem em alta. Nesta quarta-feira, o clube divulgou seu balanço financeiro, e a dívida global rubro-negra foi reduzida novamente, desta vez em 13%: de R$ 447 milhões para R$ 390 milhões. Tal fato foi comemorado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello em carta anexada ao documento. Os números da redução de nossa dívida global, que em 2016 passou de R$ 447 milhões para R$ 390 milhões (queda de 13% em relação a 2015) representam a eficiência de uma administração responsável e nos fazem planejar direcionar mais recursos para todos os esportes praticados pelo Flamengo - celebrou o presidente. O superávit conquistado no exercício de 2016 também supera o registrado no ano anterior: R$ 153,4 milhões - R$ 23 milhões a mais do que em 2015. Outro dado positivo é o aumento da arrecadação bruta. O crescimento foi substancial, de R$ 355.6 milhões para R$ 510 milhões - R$ 339,5 mi para R$ 483,4 mi na receita líquida.(Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro - 05/04/2017).

FLAJARAGUÁ, recebe visita, de amigos!

A Flajaraguá, recebeu no dia 02 de abril, a visita de Klenio e Butscha, da cidade de Guaramirim, os mesmos nos disseram que vieram buscar aprendizado, conhecimento e "no-hall", para implantar futuramente numa agremiação em Guaramirim, criando a FLA-GUARA, muitas perguntas, com respostas precisas e a análise tática do bem querer. Todos nós sabemos, como é difícil manter uma ASSOCIAÇÃO, sem fins lucrativos, trabalhos beneficentes as pessoas que precisam de nossa ajuda, seja ela social, laboratorial e finaceira, mostramos os nossos esforços nestes 8 anos de labuta, procurando exercer, cada vez mais a "CIDADANIA", ao qual o projeto implantado foi idealizado, e colocando sempre, em primeiro plano, O PRÓXIMO. Colocamos os passos até aqui promovidos, e tambem, o que vier a frente, sempre almejando realizar e comprovar as metas estabelicidas, ao Klenio e o Butscha, desejamos, superação, vontade, idealização e comprometimento com a causa. Atenciosamente, a diertoria. Na foto, da esquerda para a direita, SCHIMIA, GERSON T., NICO, KLENIO, BUTSCHA E RICARDO.