FLAJARAGUÁ

FLAJARAGUÁ
OS 3 SORTUDOS!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

FLAMENGO é o único Clube grande em dia com o ProFut!

Um levantamento do Itaú BBA aponta que 80% dos 26 principais clubes do país podem ter dificuldades para pagar suas parcelas do Profut a partir de 2020, ano que se encerram os descontos no pagamento mensal do programa de refinanciamento de dívidas fiscais. Para a análise, o banco considerou a média nos últimos três anos dos recursos em caixa para projetar quanto os clubes teriam para pagar as parcelas. No levantamento do Itaú BBA, apenas cinco clubes tiveram menos de 50% (índice considerado “aceitável” pelo banco) de seus recursos em caixa “abocanhados” pelo Profut: Chapecoense, Flamengo, Goiás, Sport e Vitória. “Muitos clubes terão dificuldade de fechar essa conta”, comentou César Grafietti, superintendente de crédito do Itaú BBA e coordenador do estudo. Por conta das dificuldades em pagar as parcelas do Profut nos próximos anos, há dirigentes de clubes que têm defendido mudanças no programa para aliviar o valor a ser pago mensalmente. O movimento fez o presidente da Autoridade Pública de Governança do Futebol (Apfut), Luiz André Mello negar qualquer possibilidade de se criar um “Profut 2” em debate sobre o programa durante evento em São Paulo, no mês passado. Fonte: De Prima(FLANOTICIA)

terça-feira, 23 de maio de 2017

Conca está liberado para estrear(segundo médico do Flamengo...

Em boletim divulgado pelo departamento médico, Marcio Tanure afirma que argentino já está à disposição de Zé Ricardo para jogar pelo Rubro-Negro. Em breve, o Flamengo deve ganhar um reforço para a sua equipe, que já estava no Ninho do Urubu. Contratado em janeiro, para se recuperar de um cirurgia no joelho, Dario Conca já pode fazer o primeiro jogo com a camisa rubro-negra. Foi o que garantiu o médio do clube, Marcio Tanure, em um boletim médico divulgado na tarde desta segunda-feira.- O Conca, como vocês já devem ter visto há algum tempo, não está mais no departamento médico. Ele já treina normalmente com o grupo. Estando liberado assim que a comissão técnica achar necessário - disse o médico. Assim, a escolha em contar com o argentino, que foi ídolo no Fluminense e teve uma boa passagem pelo Vasco, é do técnico Zé Ricardo. Sem contar com Diego ainda e com Mancuello em baixa, o treinador está com dificuldades para formar o seu meio de campo com criação. Tanto que sem o camisa 10, o Flamengo acabo eliminado na primeira fase da Copa Libertadores. Assim que começar a atuar, Conca irá receber um salário de cerca de R$ 350 mil mensais. Até agora, ele não recebeu do Flamengo nenhuma quantia. Se atuar por sete meses, o que falta até o fim da temporada, o argentino vai faturar cerca de R$ 2,4 milhões em vencimentos. Outro argentino no departamento médico, o zagueiro Alejandro Donatti, também teve sua situação resumida pelo médico rubro-negro, Marcio Tannure. Contratado em 2016, o defensor fez apenas oito jogos pelo clube. - Ele sofreu uma lesão na panturrilha e com isso ainda está na fase de recuperação, na fisioterapia. A gente espera que ele possa estar de volta o mais breve possível - disse.(LANCE! 22/05/2017 18:01 - Rio de Janeiro (RJ).

terça-feira, 2 de maio de 2017

"Flamengo tem maior receita do Brasil em ano “inchado” por direitos de TV”

O Flamengo foi o clube de maior receita no Brasil em 2016. De acordo com estudo divulgado pelo consultor de marketing e gestão esportiva Amir Somoggi, o clube rubro-negro recebeu R$ 510,1 milhões no ano, um aumento de 43% em relação à receita do ano anterior (R$ 355,6 milhões). Completam o top 5 do ranking de receitas de 2016: Corinthians (R$ 485,4 milhões), Palmeiras (R$ 468,6 milhões), São Paulo (R$ 393,4 milhões) e Grêmio (R$ 325,8 milhões). Segundo o estudo, o ano passado foi o de maior receita da história do futebol brasileiro, com R$ 5,4 bilhões. Grande parte do crescimento se deveu ao recebimento, pelos grandes clubes, de valores de luvas relativos aos contratos de TV válidos para os anos de 2019 a 2024, que foram antecipados. Por isso, a tendência é que, em 2017, sem luvas a receber, esses valores caiam. A dependência dos clubes do dinheiro da televisão também nunca foi tão grande. Em 2016, 51% da receita média dos 20 maiores times do Brasil veio de direitos de TV, enquanto 14% correspondeu a transferências de atletas, 11% a patrocínio e publicidade, 11% a departamento social e amador, 7% a bilheteria e 6% a outras fontes. Confira as 20 maiores receitas do futebol brasileiro em 2016: 1. Flamengo (R$ 510,1 milhões) 2. Corinthians (R$ 485,4 milhões) 3. Palmeiras (R$ 468,6 milhões) 4. São Paulo (R$ 393,4 milhões) 5. Grêmio (R$ 325,8 milhões) 6. Atlético-MG (R$ 316,3 milhões) 7. Santos (R$ 295,8 milhões) 8. Fluminense (R$ 293,2 milhões) 9. Internacional (R$ 292,7 milhões) 10. Cruzeiro (R$ 238,4 milhões) 11. Vasco (R$ 213,3 milhões) 12. Atlético-PR (R$ 164,1 milhões) 13. Botafogo (R$ 160,1 milhões) 14. Sport (R$ 129,6 milhões) 15. Bahia (R$ 120,7 milhões) 16. Vitória (R$ 112 milhões) 17. Coritiba (R$ 109,5 milhões) 18. Goiás (R$ 83 milhões) 19. Chapecoense (R$ 74,8 milhões) 20. Figueirense (R$ 70,9 milhões) (fonte Uol

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Flamengo ironiza decisão do STF com "87 verdades e uma mentira"

amengo apostou no bom humor para reagir à decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal, que nesta terça-feira rejeitou recurso do Rubro-Negro, que queria a divisão do título brasileiro de 1987. A resposta foi inspirada em brincadeira feita nas redes sociais, sobretudo no Facebook, em que as pessoas narram nove verdades e uma mentira sobre suas respectivas vidas. A mentira foi a número 88, uma adaptação ao jargão "Contra fatos não há argumentos". O Flamengo escreveu "contra fatos há argumentos". A polêmica sobre o Campeonato Brasileiro de 1987 se arrasta há anos. Sem dinheiro, a CBF optou por abrir mão da organização do nacional do ano em questão. O Clube dos 13, entidade formada pelas principais agremiações do país, assumiu tal tarefa. Foi sugerido um cruzamento entre campeão e vice dos Módulo Verde e Amarelo. Em reunião na sede da CBF, Eurico Miranda, à época vice-presidente do Vasco, assinou pelos clubes aceitando este cruzamento. Insatisfeitos, os clubes disseram que não disputariam o confronto decisivo, apesar da formalização do acordo. Resultado: Flamengo e Internacional decidiram o Módulo Verde, e o Rubro-Negro foi campeão. Na final do Módulo Amarelo, Sport e Guarani foram para a decisão dos pênaltis após triunfo do Bugre por 2 a 0, em Campinas, e vitória do Leão por 3 a 0, no Recife. O curioso é que o desempate terminou empatado em 1 a 1, e o título foi dividido. O quandrangular foi definido, mas Flamengo e Internacional, referendados pelo Clube dos 13, recusaram-se a jogar. Restou a Sport e Guarani decidirem. Em 7 de fevereiro de 1988, o Sport, após empate por 1 a 1 no jogo de ida, venceu por 1 a 0, gol de Marco Antônio, e ficou com a taça.(Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro 18/04/2017 19h49 Atualizado há 23 horas)

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Flamengo reduz dívida em 13% e registra superávit de R$ 153 milhões!

Clube divulga balanço financeiro de 2016, e lucro é R$ 23 milhões superior ao obtido no ano anterior Flamengo reduz dívida em 13% e registra superávit de R$ 153 milhões. Se o Flamengo não conquista título em campo desde abril de 2014, as finanças do clube seguem em alta. Nesta quarta-feira, o clube divulgou seu balanço financeiro, e a dívida global rubro-negra foi reduzida novamente, desta vez em 13%: de R$ 447 milhões para R$ 390 milhões. Tal fato foi comemorado pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello em carta anexada ao documento. Os números da redução de nossa dívida global, que em 2016 passou de R$ 447 milhões para R$ 390 milhões (queda de 13% em relação a 2015) representam a eficiência de uma administração responsável e nos fazem planejar direcionar mais recursos para todos os esportes praticados pelo Flamengo - celebrou o presidente. O superávit conquistado no exercício de 2016 também supera o registrado no ano anterior: R$ 153,4 milhões - R$ 23 milhões a mais do que em 2015. Outro dado positivo é o aumento da arrecadação bruta. O crescimento foi substancial, de R$ 355.6 milhões para R$ 510 milhões - R$ 339,5 mi para R$ 483,4 mi na receita líquida.(Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro - 05/04/2017).