FLAJARAGUÁ

FLAJARAGUÁ
OS 3 SORTUDOS!

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Ney define esquema do Fla e vê equipe mais sólida para o Brasileiro!!!

Primeiro teste será diante do Tupi, no domingo. Diretoria analisa mais uma sessão de treinamentos longe do Rio de Janeiro até o fim da semana. Na segunda semana de treinamentos após a parada do Campeonato Brasileiro para a Copa do Mundo, o técnico Ney Franco já tem em mente, ao menos por enquanto, a formação ideal do Flamengo para o reinício da competição. Com três zagueiros, o treinador já vê a equipe bem mais sólida e com maiores condições do que apresentou nas últimas rodadas do Brasileirão. Contra o Tupi, de Juiz de Fora, domingo, no Ninho do Urubu, Ney Franco terá a primeira oportunidade de colocar à prova a equipe no primeiro jogo-treino. Será a grande chance do comandante provar que as atividades vem surtindo efeito. Primeiramente só queria colocar que agora a equipe está definida no 3-5-2, os jogos que fizemos anteriormente, o Samir não jogou como terceiro zagueiro. Em qualquer sistema, além de tempo para trabalhar, você precisa de jogos para ajustar. Felizmente antes da nossa reestreia com o Atlético-PR teremos três jogos programados, jogos-treino, aliados a nossa programação de treinamentos, creio que nossa equipe chegará muito bem contra o Atlético-PR - afirmou o jogador, falando que outros jogadores ainda terão chances: Futebol é cíclico. Em alguns momentos, não se pode bater o martelo em convicções. Tem de ficar atento. Meu perfil era montar as equipes com mais atacantes do que defensores. Mas o momento e o elenco do Flamengo pedem, na minha avaliação, e tomara que eu esteja no caminho certo, uma equipe mais sólida defensivamente e laterais que possam ser liberados. Além do Tupi, de Juiz de Fora, o Flamengo ainda fará outros dois jogos-treino antes da reestreia do Fla no Brasileirão. Além disso, o Rubro-Negro deve fazer mais um período de treinamentos fora do Rio de Janeiro. A tendência é de que treine no Ninho até a próxima quarta-feira segue em viagem até o fim da semana.(LAMCENET).

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Zico vê Holanda na Gávea e ganha camisa com seu nome: "Sou fã"

Galinho acompanha treinamento da seleção laranja na sede do clube onde é rei. Visita é pedido dos netos, fãs especialmente de Van Persie. O maior rei da Gávea abriu as portas de seu palácio para a Holanda. Na manhã desta quinta-feira, Zico foi à sede do Flamengo observar o treinamento da seleção laranja – preparatório para o jogo contra o México, pelas oitavas de final da Copa do Mundo - e até camiseta com seu nome ganhou. Mas a presença do Galinho por ali não foi mera curiosidade futebolística. Foi mais uma ação de vô coruja mesmo. Zico levou seus netos ao treino. Eles adoram os craques holandeses. Um deles chegou a vestir uma camisa do Manchester United com o nome de Van Persie às costas. - Sou fã também, mas os netos são ainda mais. Hoje é tudo com eles. Eles são os grandes ídolos dessa molecada. Foi uma grande festa o que os holandeses fizeram. Uma receptividade e um carinho maravilhoso de todos os jogadores, do staff e ainda me ofereceram uma camisa 10 com meu nome assinada por todos – comentou o ex-camisa 10 rubro-negro. Zico foi assediado por funcionários da Gávea, conversou com membros da comissão técnica da Holanda, deu entrevistas para TVs do país europeu e, majestade que é, viu o treino em local privilegiado, na beira do campo. No final da atividade, virou a atração do local. Abraçou jogadores, conversou com eles e ganhou uma camisa da Holanda, autografada e com seu nome às costas, das mãos do técnico Louis van Gaal, que chegou a gritar o nome do Galinho quando posou para foto ao lado dele. Os netos de Zico se deram bem. Encontraram os ídolos, correram para dentro do gramado e até bateram bola com De Vrij. Mais tarde, nas redes sociais, atletas do elenco publicaram imagens com o ídolo. Van Persie foi um deles.(globoesporte.com)

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Treino dobrado e confiança do chefe: Meia Mattheus surpreende e vira titular

Conhecido do técnico Ney Franco desde convocações para a Seleção de base, jogador de 19 anos participa de todos os treinos da equipe principal, em Atibaia. Ele surgiu como promessa, até pelo berço que tem: é filho do ex-atacante Bebeto. A certeza de sucesso despertou interesse do gigante italiano Juventus, porém, uma arrastada negociação transformou o sonho de ir à Europa em pesadelo e o deixou sem atuar por três meses no Flamengo. Era preciso mudar. Com nova cabeça, obedecendo uma meta pessoal de treinar o dobro do que os colegas, e a confiança dada por Ney Franco, um treinador que o conhece do tempo das seleções de base, o meia Mattheus, 19 anos, virou titular nos testes do Rubro-Negro que se prepara em Atibaia à retomada do Brasileirão. É o passo definitivo para se consolidar como realidade no futebol. Verdade que Alecsandro e Hernane, os homens do ataque, ainda não estão liberados para treinar com o grupo – completam a recuperação física após lesões no tornozelo direito. Este porém, como se fosse o asterisco daquele produto que parece revolucionar o mercado, não é um demérito ao jovem atleta. Este é o momento de aproveitar a chance e, no mínimo, virar peça a ser usada na tentativa de tirar o time carioca da zona do rebaixamento. Mas o que mudou? - Estou feliz, contente. É reconhecimento. Vinha treinando forte, desde o começo do ano. Botei na minha cabeça que faria diferente. Conquistar o que não tinha conseguido. Penso em fazer o dobro dos outros. Aperfeiçoar as minhas carências, a parte de marcação. Procuro me dedicar. Sei que com a bola no pé tenho qualidade. Mas hoje em dia isso não basta. Tenho de melhorar a marcação e a parte tática – conta o atleta. Mattheus é o segundo atacante, ao lado de Paulinho, no 3-5-2 testado por Ney Franco. Nos treinos, realmente, consegue cumprir a função dada por Ney. E tem tido bom desempenho. Ney me conhece da seleção de base, me convocou algumas vezes. Sabe que posso ajudar, que posso render. Sabe do meu potencial. Tento retribuir a confiança dele dentro de campo. Me convocou em 2012, tinha acabado de subir ao profissional do Flamengo. Foi um torneio na Argentina, em Resistência. Me tratou bem, me orientou. Fazia melhorar a cada dia. Me ajudou na época assim como hoje. Tem sido fundamental. Ele sabe que tenho versatilidade – conta o jogador. Sem jogar desde 20 de abril, no empate sem gols com o Goiás, na primeira rodada do Nacional, ainda na gestão de Jayme de Almeida, Mattheus soma 18 jogos pelo Flamengo. Ainda não marcou gol. E convive com a sombra do pai. Mas... - Cresci de maneira absurda desde 2012, o ano da estreia. Tenho reparado nos treinos, parte física e tática. Coloquei na minha cabeça que quero ajudar. Não importa a posição. Estou correndo atrás do meu sonho. Seja como titular ou reserva. É meu melhor momento, com certeza.(globoesporte.com)