8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ

8 FEIJOADA FLAJARAGUÁ
EQUIPE REUNIDA NA REALIZAÇAÕ DA FEIJOADA

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Flamengo muda treino de sábado para a Gávea e abre para a torcida

Vitória sobre o Figueirense motivou decisão de abrir última atividade antes do Cruzeiro. nicialmente marcado para o Ninho do Urubu, o treino do Flamengo deste sábado será realizado na Gávea. A atividade, última antes da partida contra o Cruzeiro, no Maracanã, terá início às 10h e será aberta à torcida. A decisão foi motivada pela vitória dessa quarta-feira sobre o Figueirense, por 2 a 1, no Orlando Scarpelli. Os treinamentos na sede rubro-negro têm sido mais frequentes, embora Luxemburgo tenha sido um dos maiores defensores da transferência de todo o departamento de futebol para o Ninho do Urubu. Na sua última passagem, entre 2010 e 2012, comandou treinamentos apenas no centro de treinamento. (www.flandodeflamengo.com.br)
Na noite de 08 de outubro, a Flajaraguá se deslocou até a capital de todos os catarinenses, com 15 sócios da Embaixada, numa viagem tranquila e serena, RICARDO CAMARGO, NICO, SÉRGIO, EDSON(keno), JARDEL, ADEMIR, ALEXANDRE, LUCIO, ADENILSOM, RICARDO P, WILSO, JEAN CARLOS, EMIR(schimia), MARCELO E CHRISTIANO, à todos o nosso sincero agradecimentos, e ao seu Gesser por aturar oa fanáticos rubro-negros. A Diretoria

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Wallim Vasconcellos afirma que estádio ‘cedo ou tarde estará na pauta’

Dirigente fala sobre desafio em sua nova pasta no Flamengo e os planos para 2015. Wallim Vasconcellos foi de candidato a Presidente do Mais Querido a Vice-Presidente de Futebol. À frente desta pasta, conquistou os títulos da Copa do Brasil 2013 e da Taça Guanabara, assim como o Campeonato Carioca de 2014. Desde que anunciou sua saída do cargo, muitos acreditaram que a tendência seria o afastamento do dirigente do Clube. No entanto, Wallim decidiu permanecer por entender que precisava afirmar sua posição política. Assumiu, no final de agosto, a Vice-Presidência de Patrimônio do Rubro-Negro e, agora, conta ao Falando de Flamengo sobre o seu novo desafio e quais os planos para o próximo ano. Com a ida do Wrobel [ex-Vice Presidente de Patrimônio] para o Futebol, o Presidente me convidou para o Patrimônio e eu aceitei. É uma Vice-Presidência que possui grandes desafios. Já recomeçamos as obras dos módulos 16 e 17 (alojamento da equipe profissional) com recursos de incentivo fiscal da Lafarge e da Ambev; esperamos terminar estes módulos até meados do próximo
O Plano Diretor para a Gávea será o marco de um novo Clube, moderno e voltado exclusivamente para o esporte e lazer dos sócios. Fizemos algumas alterações com base nas informações que recebemos de uma pesquisa aplicada junto aos sócios. Temos a intenção de apresentá-lo aos sócios e ao Conselho Diretor até o mês de novembro. O principal legado foi a reforma do gramado da Gávea e dos vestiários, além de equipamentos; a exposição do Flamengo na mídia internacional também trouxe benefícios ao Clube. A equipe olímpica americana ocupará parte das dependências da Gávea durante as Olimpíadas; as instalações que serão utilizadas serão reformadas pelo próprio comitê, em comum acordo com o Flamengo. Existe a possibilidade de que um novo grupo investidor assuma as obras e o contrato com o Flamengo, mas não há nada de concreto ainda. O fato é que o contrato firmado com a empresa REX [braço imobiliário do grupo de Eike] continua válido.
Nova arena de basquete na Gávea, mito ou realidade? Em que pé está esse tema dentro do clube. O projeto da nova arena esportiva na Gávea está atualmente na Prefeitura, seguindo todos os trâmites necessários para a sua aprovação. Assim que todos os passos forem cumpridos, o projeto será apresentado aos sócios. É uma obra totalmente financiada por uma empresa privada, sem custos financeiros para o Flamengo. Ela vai servir para vários esportes e não só para o basquete. Não tenho duvidas que este novo ginásio vai ser um grande marco Olímpico, não só para o Flamengo como também para a cidade do Rio de Janeiro. A construção de um estádio próprio ainda não está sendo discutida, mas é um assunto que cedo ou tarde estará na pauta. A escassez de recursos causada por inúmeros compromissos herdados do passado – que têm que ser honrados – vem causando um atraso na velocidade das obras de recuperação e manutenção do Clube. De qualquer maneira, quem frequenta a Gávea já pode notar uma melhoria em termos de conservação e limpeza. A maneira viável de melhorar o Clube, atualmente, é através de projetos de lei de incentivo fiscal e de venda de espaços para anunciantes. Várias negociações já estão em andamento e esperamos em breve anunciar reformas na infraestrutura do Clube, já de acordo com o novo Plano Diretor. A piscina olímpica é uma das nossas prioridades e estamos buscando empresas que queiram destinar parte do seus impostos para reconstruí-la. Esperamos poder, em breve, informar sobre a sua reconstrução.(www.falandodeflamengo.com.br)